Receba as notícias:

Dolly foi estrela!

2006-08-02
Por Por Paula Martinho da Silva *
Assim tão falado na comunidade científica como a Dolly só me recordo do ratinho Oncomouse, mas mesmo assim este foi muito menos mediático e todos tiveram muita pena dele, pela doença por que foi criado e o fim a que se destinava.

A Dolly não. Foi “estrela”, pousou célebre para a fotografia e embora tendo morrido doente, é a sua imagem de star que prevalece nos sites e nas revistas.

E com razão. A Dolly foi uma espécie de “ovelha revolucionária” que abalou consciências e provocou convulsões na forma de encarar a investigação na área da clonagem. Até ao nascimento da Dolly o debate bioético e também jurídico concentrava-se em torno da admissibilidade, ou não, da clonagem.

* Presidente do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida.

Este artigo faz parte do dossier «Ovelha Dolly: 10 anos». Por diversas razões só hoje a autora pôde enviá-lo e, por isso, só hoje é publicado.

Ian Wilmut ao Ciência Hoje: «Os problemas psicológicos de indivíduos clonados seriam intoleráveis»

Alegado «pai» da Dolly impedido de comentar a polémica da paternidade

2006-07-04
Por Ana Coutinho, João Medeiros e Jorge Massada

Ian Wilmut
Ian Wilmut
Quem foi realmente responsavel pelo trabalho da Dolly? Esta foi a questão-tabú da entrevista que Ian Wilmut concedeu ontem em Edinburgo ao Ciência Hoje. Está a ser alvo de um processo judicial, razão pela qual Ian não se pode pronunciar enquanto o processo não estiver terminado. Mas manifestou-se contra a clonagem de seres humanos. Diz que os problemas psicológicos para os clonados seriam intoleráveis.

 Ciência Hoje - Dez anos! Já  passou muito tempo! O que recorda mais desse dia 5 de Julho de 1996?

 Ian Wilmut - Muitas coisas aconteceram. Na verdade, não presenciei o nascimento da Dolly. Por precaução, para que a ovelha mãe não sofresse qualquer tipo de stress, decidi que apenas o pessoal directamente envolvido no parto deveria estar presente. Por motivos semelhantes também não assisti aos partos anteriores ao nascimento, com sucesso, da Dolly.

 

 

 

Admirável Mundo Novo: Dolly, fraude e pouco mais

2006-07-04
Por Por João Medeiros (correspondente em Inglaterra)

O advento de Dolly, a ovelha clone, a 5 de Julho de 1996, foi um dos raros momentos em que o progresso cientifico criou uma dramática sensação de expectativa futurística no mundo inteiro, de uma sociedade em fast-forward, onde tudo desde exércitos de clones humanos perfeitos até órgãos de transplante por encomenda seria possível. Contudo, dez anos passados, tudo o que resta do legado da Dolly é pouco mais do que a própria Dolly.

Comente este artigo no Fórum A Ciência em Portugal

Passado, presente e futuro da clonagem e os receios dos clones humanos

Carta de Harvard

2006-07-04
Por Por Tiago Fleming Outeiro

Há dez anos atrás, um grupo de investigadores escoceses, no Roslin Institute, assistiu a um nascimento histórico – uma ovelha a quem chamaram Dolly. Mais uma ovelha no mundo? Sim, à primeira vista poderia não parecer algo especial. Mas um olhar mais próximo sobre o assunto permite perceber que se tratou de um feito histórico. Dolly foi o primeiro mamífero clonado a partir de uma célula adulta, neste caso da glândula mamária de uma outra ovelha de quem a Dolly foi um “clone”. O nome desta ovelha famosa foi uma homenagem a um conceituada cantora de música “country”, conhecida pelo tamanho das suas próprias “glândulas mamarias”.

Comente este artigo no Fórum A Ciência em Portugal

Dolly, dez anos depois...

Carta de Cambridge (MA)

2006-07-04
Por Por Eduardo Alexandre Silva

No dia 5 de Julho de 1996 nascia uma ovelha na Escócia. Eu, nessa altura estudava para (sim recorri aos arquivos) um exame de “Analise Matemática II” e estava longe de imaginar que o estudo numa escola de engenharia me levaria, dez anos depois, a escrever um artigo sobre uma ovelha. No entanto, honra seja feita, não escrevo sobre uma ovelha qualquer mais sim sobre a Dolly. Dolly é nome consagrado na ciência pelo facto de ter sido o primeiro mamífero clonado a partir de uma célula adulta.

Comente este artigo no Fórum A Ciência em Portugal

Uma descoberta muito importante para o conhecimento científico

Carta de Boston

2006-07-04
Por Por Duarte Barral

Há 10 anos atrás nasceu aquela que se tornaria na ovelha mais famosa do mundo. Num dos artigos científicos com maior visibilidade de sempre1, tanto entre a comunidade científica como na opinião pública, Ian Wilmut, do Instituto Roslin em Edimburgo, e seus colaboradores descreveram pela primeira vez o nascimento de um animal, aparentemente saudável, resultante de um processo de clonagem a partir de uma célula adulta. Neste processo, o núcleo de uma célula da glândula mamária de uma ovelha adulta, transferido para um óvulo (ou oócito, mais correctamente) de outra ovelha, ao qual tinha sido extraído previamente o respectivo núcleo, deu origem à famosa ovelha Dolly.

Comente este artigo no Fórum A Ciência em Portugal

A ovelha Dolly e os seus vários pais

2006-07-04
Por Por João Medeiros (correspondente em Inglaterra)

Se Dolly estivesse ainda viva, poderia hoje (amanhã) soprar dez velas de aniversário na companhia dos seus criadores humanos, os cientistas que a conceberam no Instituto Roslin, em Edinburgo. Contudo, há poucos indícios de que seria uma festa alegre. O clone peludo, abatido em 2003, encontra-se hoje embalsamado no Museu Real de Edinburgo, ignorante das desavenças que se instalaram na sua família.

Comente este artigo no Fórum A Ciência em Portugal

Dolly não foi a primeira!

Hans Sperman falou de clonagem em 1938

2006-07-04
Por Por Leonor Fernandes

Há precisamente dez anos, nasceu no Instituto Roslin, na Escócia, o primeiro clone de um mamífero obtido a partir de uma célula adulta: a ovelha Dolly (5 de Julho 1996 - 14 de Fevereiro 2003). Este feito deveu-se à equipa liderada por Ian Wilmut, e a ovelha assim obtida através da técnica de transferência nuclear somática, resultou da fusão de um núcleo de uma célula mamária adulta, de uma ovelha branca com 6 anos, com um óvulo anucleado de uma ovelha de cabeça negra, que foi também a “mãe emprestada” desta cria

Todas as notícias desta secção:

Dolly foi estrela! (2006-08-02)

Últimas notícias

Investigação sobre Cancro, AVC e descontaminação da água
por medicamentos distingue jovens investigadoras

UTAD investiga valor nutricional do leite de golfinhos

Terapia amiga do ambiente descontamina
águas das pisciculturas

Portas abertas para novos tratamentos
para a artrite reumatóide

Gosta de merujes? Vão aparecer na sua mesa!

Estudantes de medicina apostam
na formação científica e humana

Investigadora da Universidade de Coimbra premiada
pela Sociedade Portuguesa de Doenças Metabólicas

UC estuda o impacto do novo metro igeiro de Macau

Hepatite C: nova realidade, novos horizontes

Saúde do cérebro e do coração começa na boca

Descoberto o responsável pelo surgimento
de problemas de memória

UA combate contrafacção com códigos DNA para marcas

Investigadores belgas e franceses medem
a temperatura do coração das estrelas

Estudante da UA imprime circuitos electrónicos em papel

Je suis Charlie

Investigações sobre cromossomas e doença de Huntington
premiadas hoje pela FLAD

Investigadora da UTAD distinguida na Galiza
com Prémio “Vicente Risco”

Compostos descobertos na casca do eucalipto
já têm método de extracção

Em 2015 continuo a supor que poderíamos ter pedido baunilha…

Investigadores de Coimbra querem melhorar
prognóstico do transplante de fígado

Curador do primeiro planetário da América
vai ser português

Humilhação dos 7-1 leva o Brasil
a olhar para a ciência

Carlos Ribeiro eleito para o primeiro grupo
dos FENS-Kavli Scholars

Rotundas virtuais vão projectar rotundas reais
seguras e amigas do ambiente

Dê azeite ao seu coração

Dois jovens cientistas portugueses
entre oito distinguidos pela EMBO

Neste Ano Novo dê o seu apoio ao Ciência Hoje

Efeitos da cafeína diferem com ou sem açúcar?

António Fernandes da Fonseca deixou a “sua marca”
na passagem pelo Mundo!

É possível estudar «cientificamente» os enchidos?
Universidades de Lisboa, Évora e Trás-os-Montes e Alto Douro fizeram investigação