Receba as notícias:

Endro, concorrente ou companheira da erva-doce no Nordeste Brasileiro?

Artigo

2006-11-15
Por Paulo Alves Wanderley(1); Maria J. Araújo Wanderley (2) e Juliana Lucas de Sousa (3) *
Paulo Alves Wanderley explica como o endro sobrevive no Brasil
Paulo Alves Wanderley explica como o endro sobrevive no Brasil

O endro também conhecido como Aneto ou Dill é uma erva aromática muito utilizada na medicina popular. De origem Asiática e pertencente à família Umbeliferae assim como a erva-doce (Foeniculum vulgare Miller), essas duas culturas convivem juntas nas regiões mais altas do Nordeste do Brasil há pelo menos 60 anos. Arbusto de porte mais baixo e de ciclo anual ao contrário da erva-doce que vive mais de dez anos produzindo bem, o endro divide com a erva-doce as mesmas áreas, mesmos insectos polinizadores e também hospeda as mesmas pragas nessa região. Com aparentes desvantagens botânicas de porte e ciclo, o endro desenvolveu estratégias surpreendentes para sobreviver e conseguir perpetuar -se diante do seu parente muito mais imponente, a erva-doce.

* 1. Professor da Universidade Federal da Paraíba - Brasil/ Departamento de Agropecuária;
2. Professora do Centro de cultura Anglo Americana/ Brasil;
3. Aluna do Curso de Bacharelato em Administração da Universidade Federal da Paraíba – Brasil

Últimas notícias

Ciência Hoje não vai de férias! Apoie este jornal!

Oceans of Hope chega a Lisboa para mudar percepções
sobre esclerose múltipla em Portugal

Com um euro pode combater a dor crónica

Estudo da UMinho avalia efeito de corticosteroides
no desenvolvimento dos bebés prematuros

Rapazes mais depressivos do que elas

Assim em Marte como na Terra

O primeiro genoma foi descodificado
numa cooperação Luso-Brasileira – Desulfovibrio gigas

Alunos aplicam ciência para detectar
mão criminosa nos incêndios

Scientists discovered a new player in mental diseases

Insucesso Escolar e competências transversais:
uma forma alternativa de observar o problema…

Investigador do IPLeiria distinguido nos EUA
na área da Biomecânica do Desporto

Luísa «lança-se» aos mares
e «deixa» a esclerose em terra

«Importa perceber o grau
de literacia científica do ilustrador

As mulheres ainda preferem o parto natural

Portugal acolhe o maior Congresso Europeu sobre a China

Cegonhas «contra» nova directiva Europeia

Associação Portuguesa de Estudos Franceses
recebe Prémio Hervé Deluen

Reclusos de Castelo Branco vão ver o sol
(não aos quadradinhos)

Fernando Pestana da Costa eleito presidente da SPM

Hortas urbanas têm solos com excesso de metais pesados

Coimbra cria programa pioneiro para a infertilidade

Jovem português «bronzeia-se» na Física

Aditivos alimentares sintéticos e naturais:
quem vai ganhar a «guerra»?

Qual é o número de moléculas dentro de células?

CESPU e Universidade de Barcelona
juntas no ensino da saúde

João Ramalho- Santos lidera CNC

GILEAD SCIENCES apoia projectos científicos
com 200 mil euros

Marta Catarino é vice-presidente da associação europeia
de transferência de conhecimento

Dr. ROAD – o “médico” das estradas - nasce em Coimbra

Um «osso» para a cabeça? Uma porta para o carro?
Uma peça para uma aeronave? É para já!