Receba as notcias:

Endro, concorrente ou companheira da erva-doce no Nordeste Brasileiro?

Artigo

2006-11-15
Por Paulo Alves Wanderley(1); Maria J. Arajo Wanderley (2) e Juliana Lucas de Sousa (3) *
Paulo Alves Wanderley explica como o endro sobrevive no Brasil
Paulo Alves Wanderley explica como o endro sobrevive no Brasil

O endro também conhecido como Aneto ou Dill é uma erva aromática muito utilizada na medicina popular. De origem Asiática e pertencente à família Umbeliferae assim como a erva-doce (Foeniculum vulgare Miller), essas duas culturas convivem juntas nas regiões mais altas do Nordeste do Brasil há pelo menos 60 anos. Arbusto de porte mais baixo e de ciclo anual ao contrário da erva-doce que vive mais de dez anos produzindo bem, o endro divide com a erva-doce as mesmas áreas, mesmos insectos polinizadores e também hospeda as mesmas pragas nessa região. Com aparentes desvantagens botânicas de porte e ciclo, o endro desenvolveu estratégias surpreendentes para sobreviver e conseguir perpetuar -se diante do seu parente muito mais imponente, a erva-doce.

* 1. Professor da Universidade Federal da Paraíba - Brasil/ Departamento de Agropecuária;
2. Professora do Centro de cultura Anglo Americana/ Brasil;
3. Aluna do Curso de Bacharelato em Administração da Universidade Federal da Paraíba – Brasil

ltimas notcias

No more bleeding for iron overload patients?

Coimbra d importante contributo
para aplicao da terapia gnica

Estudo indito do sofrimento na deficincia visual
vale nota 20 a aluna quase cega

Prmio Terre de Femmes para biloga da UA

Encontrado o gene responsvel
pela reaco das plantas ao toque

Dores nas costas e hrnias discais

Investigao sobre Cancro, AVC e descontaminao da gua
por medicamentos distingue jovens investigadoras

UTAD investiga valor nutricional do leite de golfinhos

Terapia amiga do ambiente descontamina
guas das pisciculturas

Portas abertas para novos tratamentos
para a artrite reumatide

Gosta de merujes? Vo aparecer na sua mesa!

Estudantes de medicina apostam
na formao cientfica e humana

Investigadora da Universidade de Coimbra premiada
pela Sociedade Portuguesa de Doenas Metablicas

UC estuda o impacto do novo metro igeiro de Macau

Hepatite C: nova realidade, novos horizontes

Sade do crebro e do corao comea na boca

Descoberto o responsvel pelo surgimento
de problemas de memria

UA combate contrafaco com cdigos DNA para marcas

Investigadores belgas e franceses medem
a temperatura do corao das estrelas

Estudante da UA imprime circuitos electrnicos em papel

Je suis Charlie

Investigaes sobre cromossomas e doena de Huntington
premiadas hoje pela FLAD

Investigadora da UTAD distinguida na Galiza
com Prmio Vicente Risco

Compostos descobertos na casca do eucalipto
j tm mtodo de extraco

Em 2015 continuo a supor que poderamos ter pedido baunilha

Investigadores de Coimbra querem melhorar
prognstico do transplante de fgado

Curador do primeiro planetrio da Amrica
vai ser portugus

Humilhao dos 7-1 leva o Brasil
a olhar para a cincia

Carlos Ribeiro eleito para o primeiro grupo
dos FENS-Kavli Scholars

Rotundas virtuais vo projectar rotundas reais
seguras e amigas do ambiente