Receba as notícias:

EUREKA! Uma Viagem ao Mundo da Física

Espectáculo de teatro para a infância estreou ontem em Coimbra

2005-11-20

Eureka – Uma Viagem ao Mundo da Física é um espectáculo de âmbito multidisciplinar, baseado nas linguagens do Clown, do gesto, da música, da onomatopeia, do malabarismo... Integrada nas comemorações do Ano Internacional da Física, a iniciativa é uma co-produção da Companhia Encerrado para Obras e do Museu de Física da Universidade de Coimbra. Alicerçado num discurso simples e dinâmico, o espectáculo pretende despertar a curiosidade para algumas das leis básicas da Física, que regem o nosso Cosmos. Se a terra é redonda e roda sobre si - própria, porque é que não caímos nem ficamos de pernas para o ar? o que é a música? Existe mesmo um tesouro na ponta do arco-íris? São apenas alguns dos mistérios por revelar...

O espectáculo estreou ontem no Anfiteatro do Museu, pelas 21h30min, e irá permanecer neste espaço para grupos escolares e público em geral até final do mês de Fevereiro de 2006.

Sinopse

Num one-man-show de aproximadamente 45 minutos, o actor/músico David Cruz incarna a pele do Sr. Eureka, empregado de limpeza por conta própria. Um belo dia o Sr.Eureka é contratado para limpar a casa do famoso físico Alberto Maçanov. Porém, ao chegar ao local, o nosso herói dá de caras com um montão de objectos insólitos, e não resiste à tentação de saber para que servem. De forma insuspeita, o Sr. Eureka embarca então numa fantástica viagem ao mundo da Física...

Local:

 Anfiteatro do Museu de Física da Universidade de Coimbra.

Espectáculos para grupos escolares

Segunda a sexta, pelas 10h30min e 14h30min, entre 21 de Novembro e 9 de Dezembro 2005, e entre 4 de Janeiro e 24 de Fevereiro de 2006.

Espectáculos para público em geral:

Aos sábados, pelas 16h00 e 21h30, entre 19 de Novembro e 10 de Dezembro de 2005, e entre 7 de Janeiro e 25 de Fevereiro de 2006. Reservas para grupos escolares (Museu de Física):

239 410 602 / 239 410 672 / museufisica@ci.uc.pt

Informações Encerrado para Obras

239 704239 / 96 4271279 / encerradoparaobras@clix.pt

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Tristeza permanece mais tempo do que outras emoções

Refrigeração magnética dá prémio internacional
a jovem cientista português

Fantasias sexuais: você é normal?

Maria Machado, do CIIMAR, com o melhor poster
na Conferência Europeia de Aquacultura

Detectar metástases pela axila e usar estímulos elétricos para recuperação motora

Crianças com melhor coordenação motora
apresentaram melhores resultados em tarefas cognitivas

Vai um queijo da Serra da Estrela com flor de castanheiro?

Nasce o maior instituto de investigação
em astrofísica de Portugal

Universidade de Aveiro «exporta» pastéis de nata

Como «infectar» as células vizinhas normais
tornando-as cancerosas

Mais mulheres menos cancro da próstata?

UMinho desenvolve método
para a libertação direccionada de fármacos

Para acabar (de vez?) com a turbulência nos aviões

Investigadores descobrem como os micróbios
constroem um poderoso antibiótico

Investigadora do CEDOC vence prémio FAZ Innovate Competition

UMinho cria gestor de exames à la carte

How tilapias use urine to attract females

UC participa solução inovadora
de apoio a pacientes em reabilitação cardíaca

Novos métodos para manter a qualidade das batatas

Cunha-Vaz distinguido com Prémio Albert C. Muse

Bactéria da flora intestinal de mosquitos
pode bloquear transmissão de malária e dengue

Subvalorizar o Ébola é crime!

Pepinos do mar já podem ser produzidos em aquacultura

A Ciência na educação pré-escolar

A guerra dos espermatozóides

O Viagra protege o coração para além do quarto

Premiado dispositivo portátil
para recuperar lesões desportivas

Aí está o andarilho inteligente motorizado
com «marca» portuguesa

Ajuda de emergência para «overdoses»

Investigadores portugueses abrem novas possibilidades
no desenho de vacinas contra o cancro