Receba as notícias:

Odor das axilas pode revelar a fertilidade feminina

É a conclusão de um estudo da Universidade de praga

2006-01-16
Uma investigação publicada na edição mais recente de Ethology descobriu que os homens têm a possibilidade de usar o cheiro como um mecanismo a estabelecer quando as suas actuais ou possíveis parceiras se encontram na fase mais fértil. Membros do sexo feminino de uma série de espécies primatas apresentam o seu período fértil através de alterações comportamentais e/ou morfológicas. A opinião prevalente era de que não existiam alterações relevantes nos humanos nesse ciclo. No entanto, Jan Havlícek, antropologista da Universidade de Praga, e outros investigadores descobriram que o odor auxiliar da mulher é considerado mais atractivo na fase folicular, ou seja, na altura em que é mais provável que haja procriação.
Um dos mecanismos possíveis para avaliar a fase do ciclo menstrual é através do cheiro. Assim, os investigadores pesquisaram as alterações possíveis do odor ao longo do ciclo menstrual numa amostra de 12 mulheres com ciclos menstruais regulares que não usassem contraceptivo hormonal. Para recolher o odor corporal elas utilizaram almofadinhas nas axilas durante 24 horas, sob condições controladas (restrições de alimentação, sem desodorizante, etc.). O odor corporal foi recolhido repetidamente durante a fase do ciclo menstrual e do ciclo folicular. As amostras foram analisadas por 42 homens de acordo com a atractividade e intensidade.

O odor das mulheres foi considerado mais atractivo e menos intenso na sua fase folicular. Por outro lado, a maior intensidade e menor atractividade foram encontradas durante o período menstrual. Os resultados sugerem que o odor corporal pode ser usado pelos homens como uma pista sobre o período fértil das actuais ou possíveis parceiras sexuais.  

luciana
2008-02-28
12:04
esta é uma visao reducionista do comportamento dos homens quanto às suas escolhas sexuais.
soraia pereira
2008-08-21
04:52
e se a mulher e pouco asseada? ese ela sempre fede, como que engravida? isso não faz sentido.
Alícia
2009-09-30
03:24
Em resposta a Soraia Pereira, tem mulheres que tem a predisposição genético do odor nas axilas, se vc não tem e engravida, sorte sua. Isso não significa que feder é vantagem pra alguém conseguir engravidar. É ignorancia sua dizer que a afirmação não faz sentido se não comprovou. Eles não querem dizer que todas as mulheres tem de apresentar mau cheiro no período fértil, mas que a alteração deste odor em algumas pode ajudar a identificá-lo.

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Crianças com melhor coordenação motora
apresentaram melhores resultados em tarefas cognitivas

Vai um queijo da Serra da Estrela com flor de castanheiro?

Nasce o maior instituto de investigação
em astrofísica de Portugal

Universidade de Aveiro «exporta» pastéis de nata

Como «infectar» as células vizinhas normais
tornando-as cancerosas

Mais mulheres menos cancro da próstata?

UMinho desenvolve método
para a libertação direccionada de fármacos

Para acabar (de vez?) com a turbulência nos aviões

Investigadores descobrem como os micróbios
constroem um poderoso antibiótico

Investigadora do CEDOC vence prémio FAZ Innovate Competition

UMinho cria gestor de exames à la carte

How tilapias use urine to attract females

UC participa solução inovadora
de apoio a pacientes em reabilitação cardíaca

Novos métodos para manter a qualidade das batatas

Cunha-Vaz distinguido com Prémio Albert C. Muse

Bactéria da flora intestinal de mosquitos
pode bloquear transmissão de malária e dengue

Subvalorizar o Ébola é crime!

Pepinos do mar já podem ser produzidos em aquacultura

A Ciência na educação pré-escolar

A guerra dos espermatozóides

O Viagra protege o coração para além do quarto

Premiado dispositivo portátil
para recuperar lesões desportivas

Aí está o andarilho inteligente motorizado
com «marca» portuguesa

Ajuda de emergência para «overdoses»

Investigadores portugueses abrem novas possibilidades
no desenho de vacinas contra o cancro

Porquê eu? Muitas mulheres que vivem na pobreza
culpam os filhos e a vida amorosa

O papel dos "oásis" oceânicos nas interacções
entre organismos marinhos

Planta substituta de sal desenvolvida
em cultura in vitro por aluna da UTAD

Trabalho de investigadores da UA
cruza-se com o do Nobel da Física 2014

José Vieira da Universidade do Minho
foi eleito presidente da FEANI