Receba as notícias:

Odor das axilas pode revelar a fertilidade feminina

É a conclusão de um estudo da Universidade de praga

2006-01-16
Uma investigação publicada na edição mais recente de Ethology descobriu que os homens têm a possibilidade de usar o cheiro como um mecanismo a estabelecer quando as suas actuais ou possíveis parceiras se encontram na fase mais fértil. Membros do sexo feminino de uma série de espécies primatas apresentam o seu período fértil através de alterações comportamentais e/ou morfológicas. A opinião prevalente era de que não existiam alterações relevantes nos humanos nesse ciclo. No entanto, Jan Havlícek, antropologista da Universidade de Praga, e outros investigadores descobriram que o odor auxiliar da mulher é considerado mais atractivo na fase folicular, ou seja, na altura em que é mais provável que haja procriação.
Um dos mecanismos possíveis para avaliar a fase do ciclo menstrual é através do cheiro. Assim, os investigadores pesquisaram as alterações possíveis do odor ao longo do ciclo menstrual numa amostra de 12 mulheres com ciclos menstruais regulares que não usassem contraceptivo hormonal. Para recolher o odor corporal elas utilizaram almofadinhas nas axilas durante 24 horas, sob condições controladas (restrições de alimentação, sem desodorizante, etc.). O odor corporal foi recolhido repetidamente durante a fase do ciclo menstrual e do ciclo folicular. As amostras foram analisadas por 42 homens de acordo com a atractividade e intensidade.

O odor das mulheres foi considerado mais atractivo e menos intenso na sua fase folicular. Por outro lado, a maior intensidade e menor atractividade foram encontradas durante o período menstrual. Os resultados sugerem que o odor corporal pode ser usado pelos homens como uma pista sobre o período fértil das actuais ou possíveis parceiras sexuais.  

luciana
2008-02-28
12:04
esta é uma visao reducionista do comportamento dos homens quanto às suas escolhas sexuais.
soraia pereira
2008-08-21
04:52
e se a mulher e pouco asseada? ese ela sempre fede, como que engravida? isso não faz sentido.
Alícia
2009-09-30
03:24
Em resposta a Soraia Pereira, tem mulheres que tem a predisposição genético do odor nas axilas, se vc não tem e engravida, sorte sua. Isso não significa que feder é vantagem pra alguém conseguir engravidar. É ignorancia sua dizer que a afirmação não faz sentido se não comprovou. Eles não querem dizer que todas as mulheres tem de apresentar mau cheiro no período fértil, mas que a alteração deste odor em algumas pode ajudar a identificá-lo.

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Esperar ou não esperar
- o papel da confiança na tomada de decisões

Implantes dentários «ganham» volume ósseo

Em Portugal um tratamento específico
depende da região onde se mora

Eousdryosaurus, o pequeno dinossauro
que viveu num tempo de gigante

Um em cada quatro já traiu

A Ciência da Gestão de Ciência e Tecnologia
– reflexões de uma despedida

A ansiedade de estar doente no hospital?
O ambiente do quarto pode ajudar!

Prémio António Champalimaud reconhece tratamento
revolucionário de doenças graves da visão

João Rocha é o primeiro português
da European Academy of Sciences

O Porto na Guerra Fria

Nariz electrónico pode detectar
subgrupos de asma nas crianças

Oceanos de Esperança chegou a Boston

Braga quer construir travessas de caminho-de-ferro
com resíduos de plásticos mistos

Comer com sucesso no Mercado do Bom Sucesso

Lars Montelius é o novo director do INL

José Xavier participa no Atlas
sobre vida marinha no Oceano Antárctico

Utilizar Software de Código Aberto
permitiria ao Estado poupar milhões de euros

Trás-os-Montes apresentou no MInho cremes inovadores
que ajudam no tratamento de queimaduras, feridas profundas e psoríase

Sistema reduz de meses para dias o tempo necessário
para os cientistas testarem hipóteses

Empresa tecnológica de Braga serve milhões de pessoas

Investigadores de Coimbra avançam na luta
contra a febre da carraça e tifo epidémico

Uma «estranha» forma de atracção

A tinta que «pinta» a energia da luz solar em energia eléctrica

Amamentar diminui o risco de depressão pós-parto

Portugueses do IMM abrem caminho
a nova terapêutica para leucemia pediátrica

Quando o chichi «dá» luz!

Menos nicotina não quer dizer mais cigarros

Não-me-esqueças, a planta rara redescoberta no Corvo

Da felicidade à dor: entender a função da serotonina

Treinar o cérebro para melhorar a capacidade mulitarefa