Receba as notícias:

Diversidade étnica no ensino básico promove harmonia

2008-07-24
Estudo mostra que atitude integracionista ajuda as crianças
Estudo mostra que atitude integracionista ajuda as crianças
A composição étnica das escolas básicas tem impacto directo nas atitudes das crianças para com etnias diferentes e na sua capacidade de se darem bem com os colegas, conclui um estudo britânico hoje divulgado.

A investigação durou um ano, com três séries de entrevistas feitas com seis meses de intervalo em 20 escolas básicas em Sussex e Kent, nas quais também participaram professores. No total, o estudo envolveu 398 crianças, das quais 218 pertencentes a minorias étnicas, sendo a maioria de origem indiana e variando a composição étnica das escolas entre 02 por cento e 63 por cento.

Sublinhando os desafios enfrentados pelos filhos de imigrantes, o estudo mostra também que os alunos de escolas com maior diversidade étnica têm menos problemas de relacionamento com os colegas e menos preconceitos dos que os de escolas de composição mais homogénea.

As entrevistas dos investigadores das universidades de Sussex e Kent às crianças de grupos étnicos minoritários incidiram sobre as suas atitudes em relação a si próprios, à herança e à cultura, e ao relacionamento com os colegas.

Os resultados indicam que a grande maioria dos filhos de famílias de imigrantes quer manter a sua identidade étnica, incluindo a língua e os costumes religiosos, mas está ao mesmo tempo disponível para assimilar as práticas e os valores da sociedade anfitriã.

Esta preferência, conhecida como orientação integracionista, é já clara em crianças com apenas cinco anos, mas é ainda mais marcada nos grupos de mais idade (8-11 anos). O estudo mostra que esta atitude integracionista ajuda as crianças tanto emocionalmente como socialmente.

Grupos minoritários com auto-estima mais baixa

No início do estudo, os investigadores observaram que as crianças de grupos minoritários, em particular de famílias de imigrantes de primeira geração, tinham em geral auto-estima mais baixa e eram menos bem aceites pelos colegas ingleses brancos. Porém, entrevistadas 06 a 12 meses depois, as dotadas de orientação integracionista mostraram melhorias significativas nas duas vertentes.

Por outro lado, as crianças com esta orientação, em especial as de primeira geração de imigrantes, são mais susceptíveis de revelar sintomas de ansiedade social do que as mais centradas nas suas heranças culturais, que são também mais envolvidas em incidentes de discriminação racial.

Estes efeitos adversos são menos comuns em filhos de imigrantes de escolas com um nível relativamente elevado de diversidade cultural do que nos de escolas com proporção mais baixa de minorias étnicas.

"Quando a proporção de crianças de minorias étnicas nas escolas é superior a 20 por cento, constatámos que tanto as crianças de minorias étnicas como as crianças da maioria tendem a ter auto-estima mais alta que as crianças em geral têm mais amizades com crianças de outros grupos étnicos, e que ocorreram menos problemas de relacionamento, como o bullying", afirmou Rupert Brown, principal autor do estudo.

Teresa Leite
2008-07-25
08:20
Um estudo que seria interessante fazer em Portugal com a diversidade de etnias que actualmente existe nas nossas escolas. Fazer um estudo por grupos e/ou por escolas.
O estudo aqui relatado pareceu-me que se refere a uma predominância de crianças indianas, portanto um estudo não tâo abrangente como poderá acontecer em Portugal.
H. Carmona da Mota
2008-07-25
10:28
Era de esperar que assim fosse; é desse modo que todas as crianças adoptam os valores sociais -- os da família, primeiro; os da escola, depois, integrando-os.
Não li o artigo original pelo que questiono o título do artigo: "Diversidade étnica no ensino básico promove harmonia".
Promove ou está associado ? É de esperar que os pais evitem escolas onde não houver harmonia.
marcelo
2009-08-20
21:32
esse texto mostra como e mais omenos a diversidades etinica cultural erasial nas escolas mostra tambem o preconceito e muitas outras coisas
thais
2009-09-03
19:27
gostei muito desse site,pois achei o que eu queria...

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

De como a diabetes afecta a fertilidade

UTAD e Federação Portuguesa de Voleibol avaliam
performance dos jogadores da selecção nacional

Portugal conquista pela primeira vez medalha
na Olimpíada Internacional de Química

IST recebe 69 Milhões de horas
num dos supercomputadores mais rápidos do mundo

Criadores do «Magalhães» chegam ao Uruguai

Minho quer extrair colagénio da pele de tubarão

Hepatite C “pode estar erradicada dentro de alguns anos”

Área ardida em Portugal terá redução drástica
se houver prevenção de incêndios

Milheirinhas: os machos mais coloridos
cuidam melhor da plumagem

Aveiro abre caminho ao tratamento do vírus Ébola

Rastreios gratuitos a cancro de cabeça e pescoço
até sexta-feira em 12 hospitais

Universidades do Porto, Aveiro e Técnica de Lisboa lideram
produção científica das instituições científicas do Ensino Superior

Quimioterapia pode prejudicar doentes terminais

Todos os seropositivos devem receber terapia
independentemente da carga viral

Coimbra confirma eficácia de terapia inovadora
em vários tipos de cancro

Exterior dos jardins de infância não promove
desenvolvimento saudável das crianças

Novo medicamento pode retardar Alzheimer

Torres Vedras campeã do Mundo em robótica

Injecções em árvores vão controlar pragas de insectos

Oftalmologista português distinguido nos EUA

Jovem com VIH em remissão após tratamento precoce

Portugal é o 12º país europeu com mais projectos
submetidos ao Horizon 2020

Perigos dos microplásticos e dos fármacos preocupam ambientalistas

Quando soube que tinha cancro pensei:
cheguei ao fim da vida!

Cérebro dos desportistas responde 82% mais rápido
em situações de forte pressão

Empresas pagam propinas aos melhores candidatos
a engenharia física da Universidade de Aveiro

Rim é o órgão mais transplantado em Portugal

Jovem da Madeira conquista medalha de bronze
nas Olimpíadas da Biologia

Candidatos de mestrado de informática
têm incentivos na FCUL

Futuros médicos da UMinho apoiam
idosos isolados de Vila Real