Receba as notícias:

Doenças degenerativas da coluna com clínica no Porto

2009-05-07
Por Marisa Ferreira
Este é o novo edifício criado de raíz para tratar a coluna
Este é o novo edifício criado de raíz para tratar a coluna

Os problemas de coluna são hoje em dia uma das principais causas do absentismo ao trabalho em todo o mundo. Manuel Enes, médico especialista em Ortopedia, abriu no Porto a primeira clínica da coluna, dedicada às doenças degenerativas da coluna.

Segundo Manuel Enes, fundador e proprietário da clínica Praxis, estima-se que “80 por cento da população mundial sinta pelo menos uma vez na vida uma forte dor nas costas e que mais de 20 por cento tenha necessidade de tratamento”.

Para o médico, há 15 anos o “número de jovens com hérnias discais era de 50 por cento”, mas actualmente “devido ao sedentarismo, excesso de peso, tabaco, entre outros factores, existem cada vez mais pessoas jovens com problemas de coluna”.

Na nova clínica, que se já encontra em funcionamento desde dia 4 de Maio (segunda-feira), estão concentrados todos os meios para o diagnóstico e tratamento das doenças degenerativas da coluna. “Concentramos num único local todos os procedimentos com o doente, desde o diagnóstico ao tratamento, seja ele cirurgia ou fortalecimento muscular, passando pelos exames”, explicou Manuel Enes.

O médico fundador da clínica da coluna é um dos impulsionadores a nível internacional do desenvolvimento de técnicas minimamente invasivas para o tratamento de doenças da coluna. “Hoje é possível, através de um pequeno furo ou corte na pele e utilizando fibra óptica, fazer uma operação à distância sem cortar músculo e sem fazer o paciente sofrer tanto”, explicou Manuel Enes.

A clínica possuiu ainda a única ressonância magnética aberta de Portugal e da Europa, atendendo assim às necessidades de quem sofre de claustrofobia.

Rosário
2009-05-08
12:36
Gostaria mto de saber se a clínica tem contracto com a ADSE ou Advance care.
Há anos que sofro mtissimo, seria um milagre conseguir algo para melhorar a minha qualidade de vida.
Valdenia Costa
2009-05-15
18:15
O Tratamento é caro? ou dispõe de ajuda do governo, para tratar paciêntes graves e de baixa renda?
Alexandre Mendes
2009-05-20
13:15
so e pena eu ter sido operado nesta clinica a 7 anos e ter ficado pior agora vim a saber segundo a medica que observou o aminga ressonancia antes da operaçao e disse-me que tinha idicaçoes sirurgicas em l4 l5 e fui operado a l5 s1 e agora tou cada vez pior nao consigo esta de pe mais quew 5 minutos
Lina Rosa
2009-07-20
23:59
sofro de dores horrioveis na coluna por osteofitos, ando desesperada à procura de alívio.Como estou desempregada, necessito saber o preço da consulta e se há possibilidade de se fazer ressonância magnética pelo SNS.Obrigada
Rui Fernando
2009-09-03
16:35
Boa tarde
Foi-me diagnosticado, através de um TAC, uma artrose interapofisária na L5-S1, em estado avançado.
Tenho 46anos, e necessito saber se, caso haja intervensão cirurgica, qual o custo aproximado.
Obrigado
Rui Fernando
ELAINE CRISTINA A FELIPE
2010-01-09
19:57
ELAINE A Felipe
tenho 32 anos e estou com artrose a dois anos comecou os sintomas naÕAGUENTO A DOR GOSTARIA DE UM TRATAMENTO Não sei qual.
Ana
2010-01-29
18:50
a minha mãe sofre de vários problemas a nível da coluna e foram-lhe diagnosticados: cifose,lordose fisiológica, espondilose e artrose interapofisária. Quais os tratamentos indicados?
João Manuel de Sousa
2010-03-07
18:21
exames, serviços medicos e atendimento são o melhor que existe em portugal; fiz cirurgia a L4L5 e L5S1 em 21-10-2009 com resultado excelente, pena que a 16-02-2010 tenha tido um acidente de viação que me estragou tudo de novo, mas
logo que possa a correcção será de novo efectuada pelo Dr. ENES
venancia bilro
2010-11-06
23:46
Olá tenho 30 anos fui mae á 5 meses. desde que tive a Maria fiquei com dores horriveis na colo de tanto me queixar á medica ela mandou-me fazer um rx onde acusou na coluna lombo-sagrada uma rectificação da lordose fisiologica e ligeiro estreitamento do disco L5-S1 e sinais de artrose interapofisaria e na coluna dorsal uma acentuação da cifose.
Será que me podem explicar o que tenho por palavras miudas.... Qual a minha cura? Pois até de noite na cama não consigo dormir com tantas dores. Obrigado.
marlene gonçalves
2011-05-26
19:13
Dia 14 de dezembro fiz um bloquiamento na coluna e dez seçoes de fizioterapia porque faz 11 anos q sofro de dores na coluna ...mas nos primeiros dias nao senti dores ...mas agora voltou tudo de novo ..a dor.. e normal isso em 5 meses ..vou ter q fazer denovo.. desculpa nesses lomgos anos ja fiz acho mais de 100 fisioterapia mas a dor sempre volta ......obrigado se responder
wallace allan lopes
2011-06-07
20:33
boa tarde dr.a informaçao que eu queria obter e que se a clinica tem convenio com o exercito,se tiver queria que mandasse um email para mim. grato sgt lopes,militar reformado do exercito.......
Eugénia Pinto
2011-09-01
12:11
Olá
Tenho 36 anos e desde que começei a andar que tenho problemas,tive uma luxação congenita na anca.Foi tratada no Hospital Maria Pia através de cirurgias, esticamento,andei muito tempo em gesso desde o peito até aos tornozelos com uma tala nos tornozelos para abrir as pernas, muitos internamentos etc..........Aos 15 anos tive a ultima consulta e foi considerado um caso de sucesso, mas +- aos 18 anos começaram as dores que eu foi suportando.Aos 24/25 anos foi detectado através de radiografia uma ligeira escoliose de convexidade esquerda, uma coxo-artrose do lado esquerdo e perna esquerda tinha uma ligeira diferença(maior)de 1cm.
Entretanto as dores contiuaram a aumentar(por exemplo se me baixo por algum tempo, para me levantar tenho de me levantar a pouco e pouco) mas segundo o medico de familia não se podia fazer nada.Tive dois filhos maravilhosos através de cesariana( 7 e 4 anos) e desde algum tempo começei a perder a força nos membros inferiores(como estou a fazer tratamento devido a depressão major desde 2009 o medico pensava que podia ser da depressão) mas eis que me detectou ciática na perna direita e pediu uma rm e o resultado resumido foi:
-horizontalização constitucional do sacro
-Em L4-L5-Disco desidratado ligeiramente reduzido de espessura na porção posterior com hernia discal subarticular e foraminal esquerda que reduz o calibra da base do foramen e entra em contacto com a raiz l4 esquerda.
-Alteração degenerativa da articulação interapofisária
-L5-S1-Disco desidratado e reduzido de espessura na porção posterior com pequena protusão discal posterior que não reduz de forma significativa o calibre do canal vertebral.
O médico prescreveu Seractil 400mg mas já não me faz qualquer efeito pois a dor na perna é constante e sinto também formigamentos nos pés e nas mãos.
Tenho também dores muito fores que vão desde a nuca , ombro direito e braço direito.
O meu lado direito está muito.....e com ar frio é insuportavél.
Agradeço por favor que me indiquem se existem algum tratamento.Algum médico que seja espeçialista desta área.Qualquer informação é bém vinda.
Muito Obrigada e desculpem todo este texto
marcos silva
2014-02-05
18:32
quero saber o que é isso! Alterações degenerativas nas articulações interapofisárias de L5-s1 caracterizado por redução dos espaços e por osteófitos marginais ?

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Uma «estranha» forma de atracção

A tinta que «pinta» a energia da luz solar em energia eléctrica

Amamentar diminui o risco de depressão pós-parto

Portugueses do IMM abrem caminho
a nova terapêutica para leucemia pediátrica

Quando o chichi «dá» luz!

Menos nicotina não quer dizer mais cigarros

Não-me-esqueças, a planta rara redescoberta no Corvo

Da felicidade à dor: entender a função da serotonina

Treinar o cérebro para melhorar a capacidade mulitarefa

Historiadores de linguística de todo o Mundo
reúnem-se na UTAD

A espantosa capacidade de regeneração do pâncreas

Ébola não é porventura tão temível como a gripe

Bloquear os canais de potássio pode salvar vidas

Técnicas de meditação associadas ao budismo tibetano
podem melhorar o desempenho do cérebro

O meu automóvel conduz, estaciona e recarrega-se sozinho

Congresso Mundial de Investigação marinha
no Oceanário de Lisboa

Iraniana é a primeira mulher
a ser distinguida com o «Nobel» da Matemática

Alunos da UMinho desenvolvem protótipos todo-o-terreno

Todos pela Antártida

A Roseta foi ao cometa

Concelhos despovoados e com poucos bombeiros
são os mais atingidos pelos fogos

As barreiras dos serviços de saúde
que afectam os imigrantes

As barreiras dos serviços de saúde que afectam os imigrantes

“La réalité n’existe pas”

Como os mamíferos e as moscas se alimentam:
semelhanças surpreendentes

Células "secundarias" do sistema nervoso são afinal cruciais
para a cognição e doenças mentais

As duas caras da misteriosa Azobenzeno

Investigadores do Minho premiados no Brasil

Avanços na compreensão da doença de Parkinson
abrem novas portas terapêuticas

Ciência Hoje não tem férias! Apoie este jornal!