Receba as notícias:

Composição do Sol fornece pistas sobre outras «Terras»

Estudo publicado na Astrophysical Journal Letters

2009-09-18
Composição do sol dá novas pistas
Composição do sol dá novas pistas

Um estudo publicado na revista «Astrophysical Journal Letters», da equipa liderada por Jorge Meléndez, astrónomo do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP), permitiu descobrir uma relação entre a composição química do Sol e a presença de planetas rochosos. Este resultado poderá ser essencial para a descoberta de planetas semelhantes à Terra.

Meléndez e a sua equipa estudaram a composição química do Sol e de estrelas semelhantes. Estes estudos revelaram que o astro rei é ligeiramente mais pobre em elementos refractários relativamente aos voláteis, do que a maior parte das estrelas deste género.



No entanto, esta diferença é tão pequena que só recentemente, com a ajuda de instrumentos de alta resolução dos telescópios Magalhães (Observatório de Las Campanas, Chile), mais tarde confirmadas pelo observatório W.M. Keck (Observatório de Mauna Kea, Havai), foi possível detectá-la.

“Durante os últimos 140 anos, o Sol foi considerado uma estrela normal, devido aos grandes erros nos dados. Estes novos dados de alta precisão permitiram-nos eliminar muitas fontes de erro, e descobrir que o Sol tem afinal uma composição química anómala”, disse Meléndez.

Ir à caça

A quantidade de elementos em falta é semelhante à que existe na composição de todos os planetas rochosos combinados. Mas esta diferença não é observada, por exemplo, em estrelas semelhantes ao Sol, à volta dos quais se conhecem planetas gasosos interiores. Os astrónomos sugerem que esta diferença na composição se deve à condensação dos elementos refractários em poeiras, que eventualmente deram origem a planetas rochosos.

Para Meléndez, “este resultado torna a caça a outras Terras mais fácil, porque permite seleccionar só as estrelas que apresentem uma composição química alterada por planetas semelhantes à Terra”.
alisson
2012-02-10
09:24
muito bom gostei me ajudou muito no meu trabalho :D

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Nova lei da investigação clínica
publicada hoje em Diário da República

Dor condiciona actividades diárias dos doentes mais idosos

Fraunhofer Portugal Challenge premeia a ciência nacional

Investigadores da UC localizam a distribuição celular
da proteína envolvida na Alzheimer

Cocktails de pesticidas prejudicam a saúde dos solos

Polémica das Ciências do Mar:
resposta ao coordenador do painel de avaliação

Cancro de Mama “Triplo-negativo” e Metástases do Cérebro
«vencem» bolsas de investigação da Associação Laço

Galaxy Zoo abre as portas do Universo

“Será realista o mundo de Avatar ?”

São João da Madeira vence “Dá Power ao Electrão”

“Jogar” na Sala de aula: estudo da UC defende
a utilização de dispositivos móveis no ensino

Fobias: quem tem medo compra um cão!

Bolsas para Ciências do Mar: críticas vindas a público
são totalmente desprovidas de fundamento

Estudo sociológico sobre jovens portugueses/as
vence prémio mundial

Alunos do secundário desvendam a física das partículas na UMinho

Sabe escolher azeite de qualidade?
Se vai só pela acidez está errado!

Projecto internacional da UA mostra vantagens
da iluminação pública inteligente com LED

Candidatos denunciam irregularidades
na atribuição de bolsas da FCT

Cientista português ligado
a nova investigação sobre Alzheimer

Cancro e diabetes: políticas a longo prazo
reduzem incidência de casos

Quinta do Seixo é caso de estudo
para especialistas europeus em biodiversidade

Trinta concorrentes disputam meia-final do FameLab

Veneno de caracol marinho letal pode facultar
novos tratamentos para a dor crónica em humanos

Cientistas portugueses no maior projecto da UE
contra a degradação dos solos europeus

Inaugurada estação de seguimento do Galileo
em Santa Maria, Açores

Pressão para que as mulheres se casem
ainda é grande no século XXI

O doce sabor amargo de um trabalho
de Química Alimentar da UP

A menina dança? E na sua cabeça o que se passa?

Rastreio do cancro do cólon e recto: porque fazer e como fazer

Perspetivando os próximos invernos – interrogações
como que na ponte de um superpetroleiro