Receba as notícias:

Novo código de barras generalizado até 2014

É apresentado hoje novo sistema de identificação de produtos que inclui mais informação

2009-10-09
Novo código de barras tem mais informação
Novo código de barras tem mais informação
Data de validade e origem do produto serão algumas das informações que passarão a ser fornecidas pelo novo código de barras que é hoje apresentado e que começará a ser utilizado em todo o mundo a partir de 2010.

Este novo processo “vai trazer um grau acrescido de protecção ao consumidor”, disse à agência Lusa Silvério Paixão, responsável pela área de codificação da GS1 Portugal, Associação Portuguesa de Identificação e Codificação de Produtos (CODIPOR).
Esta protecção, explicou o responsável, resulta do facto de o novo código de barras passar a incluir mais informação, como a data de validade, impedindo assim a compra de produtos cujo prazo de consumo já tenha terminado.

O novo código, que será mais pequeno que o actual, terá ainda vantagens na avaliação dos stocks por parte dos comerciantes e poderá ser aplicado em frutas e legumes, algo que hoje não é possível e que trará custos para os produtores, uma vez que a colocação do código será da sua responsabilidade.

Silvério Paixão explicou que a partir de 1 de Janeiro de 2010 todos os países do mundo entrarão num “período de transição” para o novo código de barras, período esse que durará quatro anos.

Será então a partir do início de 2014 que “os produtores e distribuidores terão de começar a adaptar-se, a fazer acordos de parceria e a preparar o software que permita a leitura do novo código.

Silvério Gomes, da CODIPOR
Silvério Gomes, da CODIPOR
O responsável da CODIPOR explicou que, numa primeira fase, o código de barras sofrerá alterações ao nível do tamanho e da forma, de modo a assumir a estrutura do novo código, mas vai conter a mesma informação que contém actualmente.

Depois, “à medida que o tempo for avançando e que o novo software seja preparado, os novos códigos de barras passarão a incluir mais informações”, explicou. Estas adaptações serão da responsabilidade dos produtores e distribuidores, que terão de assumir respectivos custos.

Código de barras há 25 anos em Portugal

O actual código de barras, em utilização em Portugal há 25 anos, engloba 13 dígitos e foi criado para tornar mais rápido o processo de compra nas caixas registadoras, para evitar as grandes filas, entre outras funcionalidades.

Em Portugal começou por ser implementado pelas grandes superfícies comerciais e hoje a CODIPOR tem, entre distribuidores, produtores e parceiros tecnológicos, mais de 6500 associados que participam no sistema de codificação comercial global.

A CODIPOR - GS1 Portugal é a entidade portuguesa responsável pelo registo destes códigos em Portugal e está associada à GS1 a nível internacional.
paulo oliveira
2009-10-10
18:56
espero que se continue a saber o país de origem dos produtos através deste sistema... 560 são os dígitos que identificam Portugal
ex: 560 xxx xxx
um abraço
Maria Pereira
2009-11-29
15:22
o código de barras deve de ser bem divulgado pela TV, Radio e outros, pois nem os próprios empregados de supermercados sabem os dígitos de Portugal

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Aditivos mais naturais?

UTAD alerta para os riscos do consumo de bivalves
produzidos em ambientes poluídos

Podemos prever a evolução?

Um Nobel de medicina que nem medicina sabe

Menopausa e a osteoporose: estudo premeia
investigadora de Coimbra

A revolução dos filmes de cristais líquidos

Abutre-preto volta ao Alentejo 40 anos depois

Grafeno mais sílica: a revolução
da indústria tecnológica do futuro

De como um smartphone pode controlar
a qualidade dos óleos de fritar

Cátedra do Real Madrid aprova projecto que envolve
a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

António Damásio profere conferência no Porto

Investigadora portuguesa revela novo método
de detecção precoce de cancro do pâncreas

Universidade da Beira Interior
com avanços no cancro da próstata

Investigadores portugueses distinguidos
por avanços na área da dor

Identidade, valores, modernidade: o meu livro
sobre o pensamento de Onésimo Teotónio Almeida

Nanopartícula entrega moléculas terapêuticas
a tumores cerebrais malignos

Portugal conquista prémio europeu
de conservação da natureza

E se lhe oferecerem um chão inteligente?

Plantas portuguesas dão origem a infusões de qualidade premium

CR7 já não é uma estrela! É uma galáxia!

EGO em Aveiro: uma peça do inventor da pílula

Estrutura social é importante na conservação de espécies

Philae acordou e mandou notícias

Coimbra indica nova direcção para o tratamento
dos vários tipos de cancro

Aveiro cria o anjo da guarda dos condutores

Cientista português financiado por March of Dimes
para estudar malária durante a gravidez

Barcelona cria sistema para avaliação cognitiva
de trabalhadores com deficiência cognitiva

José Carlos Príncipe: inovação e ciência
ao serviço das empresas

Dar uma mão ou uma pata
o que nos leva a ajudar os outros?

Metodologia inovadora no diagnóstico
e tratamento do cancro da mama