Receba as notícias:

Metacognição na Internet

Artigo

2006-08-26
Por Por Maurício Peixoto *

A metacognição surge na literatura científica durante a década de 70 como um discurso de segundo nível sobre a cognição. Isto é, refere-se ao grau de consciência que o aprendiz possui sobre o seu próprio processo de aprendizagem. Até ao momento, tem-se desenvolvido em duas grandes áreas. Por um lado, em estudos básicos visando compreender o processo de aprendizagem. Por outro, de forma mais aplicada, como ferramenta no processo de ensino-aprendizagem.

*   Professor Adjunto do Laboratório de Currículo e Ensino; NUTES - Núcleo de Tecnologia para a Saúde; UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro. O artigo é co-assinado por   Roberta Pereira Coutinho; Marcos António Gomes Brandão; Viviane Modesto Ferraz

No entanto, compreensivelmente, tem sido estudada apenas em ambientes presenciais, já que se trata de consciência sobre processos internos do pensamento. O presente estudo testa a hipótese de que a metacognição pode expressar-se também em ambientes virtuais, sendo passível sua identificação nas mensagens de membros de uma comunidade virtual de enfermagem.

Do ponto de vista do presente estudo, “evento metacognitivo” foi caracterizado quando, na mensagem, foi possível identificar características que permitiram inferir algum tipo de actividade reflexiva do aprendiz que demonstrasse algum grau de consciência sobre os seus processos cognitivos e/ou conduzindo a este. Seus objectivos foram: a) identificar eventos metacognitivos nas mensagens dos membros da comunidade virtual b) caracterizar tais eventos em relação ao tipo apresentado (Pessoa, Estratégia e Tarefa). 

O tipo de abordagem metodológica utilizada foi do tipo survey com desenho sociométrico, tendo como material para análise do conteúdo, as mensagens postadas por membros do grupo de discussões em enfermagem, cenário desta pesquisa, até o sexto mês de existência. Foram encontradas 261 mensagens contendo eventos metacognitivos, das 934 analisadas neste estudo. Destas, 180 ocorrências são do tipo Pessoa, 115 são do tipo Tarefa e 64 são do tipo Estratégia. Estes resultados indicaram que existe actividade metacognitiva nesta Comunidade Virtual e que ela pode ser expressa e identificada em registros textuais.

Acredita-se, que este resultado possa ser extensível a outras comunidades destinadas a aprendizagem.

josete Dias
2007-06-17
10:21
Tenho me interessado por esta discussão. Acredito que podemos sim utilizar a metacognição em vários ambientes de aprendizagem, porém no presencial devido a relação direta dos sujeitos dos processos de ensinar e aprender essa discussão deva se inserir em uma dinâmca áulica colaborativivos, interacionais.
Prof. Mauricio A. P. Peixoto
2008-08-06
13:38
Concordo com você. Em minhas aulas, os aspectos metacognitivos tem um papel importante, que claro varia conforme o conteúdo a ser ministrado. Nas disciplinas de aprendizagem que ministro, a metacognição é parte integrante da ementa. Já ao trabalhar com Metodologia Científica, embora presente, é estimulada mais como ferramenta de mudança e aprendizado.
Sannya Rodrigues
2010-06-09
13:48
Olá, prof. Maurício Peixoto e sua equipe!
Iniciei minha investigação de doutorado exatamente sobre o tema da metacognição em ambientes de colaboração online. Gostei muito da publicação dos resultados da vossa pesquisa, os quais já me ajudaram a organizar algumas ideias para a investigação em curso. Como podemos obter mais informações sobre a pesquisa realizada?

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Jogo online previne violência no namoro entre adolescentes

Criança de cinco anos infectada por HIV
manteve-se saudável

A Expressão das Emoções
nova peça de teatro pela Marionet

Nanocatalisadores de carbono
ajudam a tratar águas residuais

Investigadores da UC mostram o valor da floresta
mediterrânica com filme de animação

Homens ou mulheres? Quem corre mais riscos
de violência verbal no local de trabalho?

Investigador do IA é um dos vencedores dos Prémios Breakthrough 2015

Qual é a melhor iluminação para a sua casa?

Cyberbullying: retrato de um fenómeno
em expansão silenciosa

Centro de Investigação da Montanha distinguido
em cooperação internacional

Investigação europeia em oftalmologia
coordenada em Portugal

Portugal lidera detecção inédita na atmosfera de Vénus

Modelos matemáticos desenvolvidos na UA
preveem gravidade de acidentes de viação

Mosca-da-azeitona pode ser combatida
de forma rápida, barata e eficaz

Já é possível «ouvir» o coração da mãe
e do bebé ao mesmo tempo

Áreas menos desenvolvidas penalizadas
na agenda política de saúde

Foi com uma grande alegria que vi o nome de Teresa Teixeira!

Teresa Teixeira nomeada hoje
EMBO Young Investigator

Investigador mexicano desenvolve software
que “prevê” ocorrências cardíacas

UTAD aposta no combate ao abandono escolar

ESAN quer ser referência em fabrico aditivo rápido

Um neurónio, uma função? Afinal o cérebro faz multitasking!

Consegue seguir o ritmo?

De como bem aprender uma sequência de dança

As crianças devem ir a pé para a escola

Investigadores da UC desenvolvem
guia inteligente de apoio a cegos

O nariz delas é melhor do que o deles

De como a realidade virtual pode «medir»
os delinquentes sexuais

Cancro do pulmão pode ser diagnosticado
anos antes de ser detectado por imagem

Distractores ambientais influenciam
a atenção e a memória dos mais velhos