Receba as notícias:

Encontrados vestígios de madeira cuja idade coincide com relatos históricos da Arca de Noé

2010-04-26

Até hoje ninguém conseguiu comprovar a veracidade da lenda bíblica da Arca de Noé
Até hoje ninguém conseguiu comprovar a veracidade da lenda bíblica da Arca de Noé
Um grupo de investigadores descobriu, no monte Ararat, na Turquia, amostras de madeira com 4800 anos que, segundo julgam, poderão pertencer à Arca de Noé, uma tese que está a ser estudada.

Embora haja fortes indícios de que os vestígios encontrados - madeira e restos de cordas que se pensa ter servido para prender os animais - pertençam à Arca de Noé, uma vez que “as amostras coincidem com os relatos históricos”, os investigadores não confirmam para já esta tese, até porque “nunca ninguém viu a arca”, sublinha Yeung Wing-Cheung, um dos peritos envolvidos na investigação.

A equipa, formada por seis investigadores de Hong Kong e outros nove da Turquia e que conta com o apoio do Governo turco, revelou ontem que as amostras foram descobertas em Outubro de 2009, durante as escavações no monte Ararat.

As análises realizadas demonstraram que o pedaço de madeira com 38 milímetros encontrado terá 4800 anos, idade que coincide com a data de construção da Arca de Noé apontada pela Bíblia. O investigador alemão Gerrit Aalten, que também integrou a expedição ao Monte Ararat, considera que “há uma grande quantidade de evidências sólidas de que a estrutura encontrada é a lendária Arca de Noé”.

O geólogo turco Ahmet Ozbeck observa que a baixa temperatura e as condições ambientais dos depósitos de glaciar e do material vulcânico ajudaram a preservar a estrutura de madeira encontrada a quatro mil metros acima do nível do mar.

Monte Ararat, onde foram realizadas as escavações
Monte Ararat, onde foram realizadas as escavações
A equipa de investigadores não quis avançar com detalhes sobre o local da descoberta, alegando estar a aguardar que o Governo turco crie ali uma área de preservação para a continuação das escavações.

O monte Ararat tem sido alvo de várias investigações sobre a eventual existência da Arca de Noé, sobre a qual não existe, até ao momento, qualquer certeza científica. Em 2006, uma expedição arqueológica liderada por cristãos norte-americanos alegou ter encontrado uma formação rochosa nas montanhas do Irão que teria semelhanças com a arca, uma tese refutada por vários especialistas que levantaram dúvidas sobre a possibilidade de a estrutura ter sobrevivido milhares de anos.

Há ainda outros especialistas que apontam ser mesmo impossível um barco naufragar a uma altitude superior a três mil metros, o que impossibilita a veracidade desta lenda comum ao cristianismo, judaísmo e islamismo, segundo a qual Deus decidiu criar um dilúvio, tendo, antes disso, dito a Noé, um dos seus seguidores, para construir uma arca e salvar um par de cada espécie animal.

CARLOS BENKE
2010-04-27
00:40
SEMPRE HAVERÁ UM CIENTISTA HIPÓCRITA E BURRO NO MUNDO,MESMO SABENDO QUE NO MUNDO SÓ HAVIA ÀGUA COMO QUE SÃO CAPAZES DE PENSAR QUE A ARCA NAUFRAGOU À 3 MIL METROS???
Bruno Moreira
2010-04-27
01:48
Eu espero bem que não seja verdade... Para o bem de todos nós!
Gerson Santos
2010-04-27
17:36
A BBC já esta de olho...
JeremiasMezenga
2010-04-27
18:57
"Há ainda outros especialistas que apontam ser mesmo impossível um barco naufragar a uma altitude superior a três mil metros, o que impossibilita a veracidade desta lenda [...]"

Citação absurda. Digna de piada.
josé Eduardo
2010-04-27
20:08
gostaria que a descoberta correspondesse á verdade, mas não consigo compreender que o nivel das águas no dilúvio atingissem mais de 3000 metros, o que significaria uma inundação de tal grandeza que é dificil de admitir.
Josué
2010-04-27
20:29
Quem disse que o Ararate tinha mais de três mil metros de altura quando o dilúvio teve fim? Esquecem-se de que as grandes cordilheiras e muitas formações montanhosas têm sido soerguidas ainda hoje pela ação da tectonia de placas? Imagino que tipo de “explicações” esses “especialistas” darão caso a arca seja mesmo localizada algum dia...
Arid
2010-04-27
20:38
A Bíblia nao é um documento histórico, portanto esta descoberta, embora muito interessante, não leva a nenhuma conclusão a esse respeito. Aliás, nao há qualquer evidencia de um "diluvio global". Como muito, pensa-se que esta lenda terá surgido pelas inundações provocadas aquando da abertura do Estreito do Bósforo.
isaias
2010-04-27
21:39
esse e o desejo dos evolucionistas que a arca e a historia nao seja verdadeira, senao suas crenças e dogmas irao cair
Tiago Azevedo
2010-04-27
21:58
E quem disse que a arca naufragou? Nada diz isso, apenas que houve um dilúvio, depois de se salvar o Noé queria lá saber da arca... Para lá ficou, no agora Monte Ararat
rita maia
2010-04-27
23:00
desculpe Bruno, mas qual seria o mal para todos nós se for verdade?
Alexandre O. Silva
2010-04-27
23:13
Varias grupos de exploradores e até militares já foram lá, podemos encontrar até alguns videos desses no Youtube, Que ela está lá não é novidade, o grande problema é o acesso até o local, e o que fazer com ela! Espero que não começe uma guerra para ver com quem vai ficar a Arca, Pois ela é da humanidade. Mais uma prova viva do Antigo testamento!
Rômulo
2010-04-28
00:01
Bom, pensemos: se encontram sedimentos marinhos (fósseis e conchas) a estas altitudes em diversas regiões do planeta, porque não encontrariam um barco?
Rui Nunes
2010-04-28
00:01
Primeiro, divulguem a tal "grande quantidade de evidências sólidas de que a estrutura encontrada é a lendária Arca de Noé”, só aí acreditarei. Depois de provarem que alguem realmente se deu ao trabalho de fazer uma arca, há 4800 anos, para comportar um par de animais de cada espécie, venham os geólogos provar que realmente houve um diluvio...
Gilson Souto Maior Junior
2010-04-28
01:32
O impressionante é que a arca não naufragou, mas encalhou no alto do monte. Outro detalhe: Há 250 relatos em todo o mundo. Por que não crer nisso? Será que tantos relatos que falam de elementos comuns: A destruição do planeta, por uma inundação, uma família salva, num barco sob a ira dos deuses e ou de um deus. Qual o problema disso?
Djalmir
2010-04-28
01:49
Acho muito interessante que seja confirmado realmente essas descobertas, pois só vem a confirmar aquilo que já está na escrito na Biblia.
Manuel Graça
2010-04-28
12:49
Se eu acreditar firmemente em que os extra-terrestres construiram as pirámides, vou-me agarrar a qualquer coisa para provar a minha tese... nem que para isso possa extrapolar um pedaço de madeira de 38 mm para um navio!!
Hugo Hoffmann
2010-04-28
13:47
Os que amam a ciência, verdadeiramente, irão caminhar com ela por onde quer que ela os levar. Pois a ciência é a forma mais sólida que temos para encontrar a verdade, quer seja onde estiver.
antonio tortola
2010-04-28
15:18
por mais que se prove a arqueologia biblica,o homem natural jamais aceitará,por causa do conflito fé x razão.
beatriz
2010-04-28
15:34
Acredito que pode ser a Arca sim. Para começar a Arca NÃO naufragou e sim encalhou em uma montanha: "No dia dezessete do sétimo mês, a arca repousou sobre as montanhas de Ararate" (Gn 8.4). Diz também que os montes todos foram cobertos, então a teoria dos 3000m não pode ser levada em conta (Gn 7.17-24).
junior
2010-04-28
16:37
grande evidencia um pedaço de madeira com 38 mm
J Barbosa
2010-04-28
16:51
Também não podemos esquecer que não é só o islamismo, o judaismo e o cristianismo a falar neste dilúvio. Há muitas religiões (algumas já extintas) perto do mediterrâneo falam desse dilúvio. Quanto há altitude... Quem nos garante que há quase 5000 anos esta montanha estivesse a essa altitude? Se já encontraram fósseis marinhos no cimo do monte evereste, por que não um barco a 3000 metros?
sandra antonina
2010-04-28
18:35
sandra antonina, acredito ser sim a arca e não foi naufragio e sim ela encalhou, e quantos absurdos se mostraram verdades/....
Hug0
2010-04-28
19:49
É impressão minha ou há 4800 anos ja existiam árvores e pessoas? E também já tinhamos aprendido a fazer agricultura e pastoricia??? É impressão minha ou a essa madeira pode ter servido para muitas outras coisas que não a construção de uma arca imaginária? Como p.e. arados, carroças, instrumentos de caça ou agricultura, música, ou simplesmente como brincadeira de criança???

Pelo amor de Deus! Será que só eu penso que à 4800 anos, faziam-se muito mais coisas no mundo do que construir 1 Arca (sim, porque nem todas as pessoas construiram "a" arca, também houve pessoas que simplesmente viveram a sua vida - segundo as escrituras).

Mais, como é possível que alguém levante tal questão com uma amostra de 38mm????

Digam-me se tem lógica: encontrou-se uma amostra de madeira de 38mm onde não é possivel indentificar nenhum padrão único no mundo. Pode ser uma amostra vulgaríssima! Mas ha quem conclua que pode ser de uma arca imaginaria SUPER HIPER MEGA gigante....

Estão a gozar com quem?
Linézio
2010-04-28
20:12
O Ararate nunca teve mais de três mil metros de altura no fim do dilúvio. As grandes cordilheiras e muitas formações montanhosas passaram a ter tais altitudes devido a ação da tectonia de placas.
A própria ciência que desacredita na existência da arca deve saber disso.
Nilo
2010-04-28
20:39
Vou aguardar melhores e maiores confirmações da pesquisas das amostras coletadas e futuras escavações e estudos arqueológico do local.
Samuel Corradi
2010-04-29
05:44
Se for verdade, a teoria de que o pentateuco foi escrito durante o cativeiro na babilônia cai por terra.
elias
2010-04-29
12:12
os cristãos não precisam de provas cientificas para sustentar sua fé,mas é uma alegria saber que aqueles que não crêem na bíblia como verdade absoluta tenham a chance de mudar seu pensamento."Enquanto ainda há tempo."
AleX
2010-04-29
16:35
É impressionante a total falta de compreensão que as pessoas tem das escalas absurdamente diferentes que existem entre os períodos de tempo envolvidos na movimentação de placas geológicas ( contados em dezenas de milhões de anos ) que permitem elevar antigos leitos marinhos aos atuais cumes de montanhas carregando consigo os fósseis das criaturas que os habitavam ( algo já intuido por Leonardo DaVinci ) com as escalas de tempo da civilização humana ( de meros milhares de anos ).
Logo vão acreditar que Ötzi, a múmia descoberta perfeitamente conservada sob o gelo na fronteira entre Itália e Áustria de um homem que viveu a 5.300 anos e seus vários artefatos, muitos de madeira, eram de um trabalhador contratado por Noé !!!
Felizmente há pessoas como o Hug0 com um irônico mas sobretudo lúcido e muito inteligente comentário !
Adelia Maria
2010-04-30
17:26
acho um disparate,gastarem-se recursos com coisas que pouco interessam, em vez de olhar o presente e se melhorar a vida dos que têm fome.
Clayton Rêgo Mendes
2010-04-30
18:18
O fundamentalismo biblicista espera tal constatação para dar razão ao que acreditam...escritos sacros são verdades de fé, e dentro desse propósito são inquestionáveis. Verdades científicas não legalizam e nem desqualificam tal realidade. A fé tem seus pilares estabelecidos em certezas do "ser" e não nas certezas do "ver".
JeremiasMezenga
2010-05-01
06:40
"Mais, como é possível que alguém levante tal questão com uma amostra de 38mm???? "

Ô ignorância (opcional?), hein. Falta saber mais pra poder opinar ;)
Batista
2010-05-02
05:40
E possível que o pedaço de madeira de apenas 38 mm seja da arca de Noe (e pensar isso nao e nenhum absurdo) pelo seguinte: 1. o soerguimento das montanhas atuais ocorreu no terciário, portanto ha algumas dezenas de milhões de anos (lembrem-se que o pedaço de madeira, segundo datação, tem apenas aprox 5 mil anos); 2. O topo do monte Ararat, por ser um local de difícil acesso e com presença de neve eterna, encontrar um pequeno pedaço de madeira com idade semelhante a da Arca e de fato uma pista que jamais poderia ser negligenciada.
K. Engelmann
2010-05-09
02:51
Caro leitor: Dê só uma olhada quantos "grandes" comentaristas não entenderam que o pedaço de 38 mm é apenas uma amostra da estrutura encontrada. Nem deram-se ao trabalho de ler com atenção o artigo.
Boa maneira de expressar sua visão científica e seu academicismo...

Vamos aguardar.
Leylane Campos
2010-05-10
19:02
Acho que temos muitos leitores com uma séria deficiência em leitura e interpretação textual (Eles não conseguem entender a parte do 38mm...)
Mas falando sobre a arca, é apenas mais uma comprovação de que o ser humano só acredita no que quer acreditar. Pensem... foi encontrada uma ESTRUTURA de madeira no Monte Ararat, com vários compartimentos e restos de corda ,onde, ao retirar uma amostra de 38MM, foi datada com aprox 5 mil anos. Fatos relatados na bíblia, e que ainda por cima foi filmado... e as pessoas preferem acreditar até mesmo em alienígenas sem comprovação nenhuma de sua existência, a não ser relatos de pessoas extremamente criativas... só por loucura ou fuga da realidade, que é a de que Deus existe e as histórias relatadas na bíblia são verdadeiras.
A fé dos que acreditam nesta realidade não é cega! Pensem nisso...
Luciano Borges de Santana
2010-05-25
00:43
É estranho observar como as pessoas reagem de formas diferentes a achados arqueológicos que tenham alguma relação com a Bíblia ou a fé cristã. Para os cristãos que tem na fé, sua principal base de argumento, vivência ou prática diária, se a ciência provar ou não determinada coisa o verdadeiro cristão vai continuar andando pela fé. Agora, claro que se a ciência fundamenta algo relacionado à Bíblia, isso ajuda até na argumentação com aqueles que não acreditam nela.
Mas, o que mais me chama atenção é que quando descobertas arqueológicas apontam falhas, visões conflitantes ou discrepâncias com a Bíblia, faz-se um estardalhaço descomunal no mundo científico e na imprensa de forma geral. Mas, quando alguma descoberta fundamenta algo que a Bíblia afirma, os cientistas ou céticos de plantão pedem "calma", "mais estudos", dizem que "não concluíram nada" e por aí vai.
E diferentemente do Bruno Moreira, que teme alguma coisa caso o relato seja verdadeiro eu afirmo o contrário. Espero que ele seja verdade, pois chegaria o momento de passar a limpo um episódio tão marcante na literatura bíblica.
Luan
2010-07-26
15:09
Olá, oque estes ciêntitas não entendem é qui as coisas de deus não tem explicação, pois si pra eles e impossivel um barco velejar a:4800 metros de altura para deus é possivel. Si as coisas de deus tivessem explicação ele não seria deus.
José Alves
2010-10-15
03:29
Como pode tais pessoas terem um cérebro miniscúlo para fazerem certos comentários, dizendo que arca não poderia naufragar a tal altitude. ("O" inteligentes). A arca não naufragou e sim estacionou em um determinado lugar, qual seria um monte, então as águas baixaram e ela ficou em cima do monte "seu burros". Quanto a altitude do monte, onde está a prova que ele tinha essa altura antes do delúvio. qualquer leigo ou idiota sabe que após uma enchente modifica-se a topografia do terreno, formando vales, montanhas etc. Por que voces não ficam quietos e param de escrevem tantas bobagens.
Gabriel
2012-05-30
05:31
De onde foi que esse Carlos Benke tirou a informação de que no mundo só havia água...??? Sou geógrafo de formação, posso dizer que é no mínimo 'curiosa' essa afirmação...!!!
Sara Silva
2012-07-26
19:02
A maioria dos cientistas acreditam que isso não seja verdade pq muitos deles não acreditam em Deus,Mas a Bíblia não mente ela é verdadeira e se lá está escrito é verdade.
Marcos Costa
2012-11-26
15:24
Quem disse qua a arca naufragou? Na bíblia está escrito que as águas baixaram!!!
barcelos
2014-07-10
03:00
é incrivel como nós seres humanos precisamos temer alguem a quem não conhecemos, mentiras nos assustam desde que nascemos. E quando crescemos continuamos a nos assustar com elas então porque damos credito a quem nos massacra nos adoecem e nos mata a toda hora peça a ele ou não o onipotente não houve e tem sempre que acredita nele e nas coisas dele se forem boas pois as mas sempre são atribuidas ao outro então quem escreveu sobre a arca e sua capacidade de carga mentiu desde o inicio pois esta escrito que para a carga q foi carregada precisaria de uma embarcação 100 veses maior que o titanic e a arca que foi descoberta e 100 xxx menor como isso eh possivel?

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Cunha-Vaz distinguido com Prémio Albert C. Muse

Bactéria da flora intestinal de mosquitos
pode bloquear transmissão de malária e dengue

Subvalorizar o Ébola é crime!

Pepinos do mar já podem ser produzidos em aquacultura

A Ciência na educação pré-escolar

A guerra dos espermatozóides

O Viagra protege o coração para além do quarto

Premiado dispositivo portátil
para recuperar lesões desportivas

Aí está o andarilho inteligente motorizado
com «marca» portuguesa

Ajuda de emergência para «overdoses»

Investigadores portugueses abrem novas possibilidades
no desenho de vacinas contra o cancro

Porquê eu? Muitas mulheres que vivem na pobreza
culpam os filhos e a vida amorosa

O papel dos "oásis" oceânicos nas interacções
entre organismos marinhos

Planta substituta de sal desenvolvida
em cultura in vitro por aluna da UTAD

Trabalho de investigadores da UA
cruza-se com o do Nobel da Física 2014

José Vieira da Universidade do Minho
foi eleito presidente da FEANI

Machimosaurus: o crocodilomorfo
de nove metros do Jurássico de Portugal

Investigação do IMM sobre causas e tratamento
da doença de Crohn premiada nos EUA

Jet lag prejudica funções cognitivas a curto prazo

Quando melhores descobertas ganham destaque
nas primeiras páginas dos jornais e nos telejornais

Investigadores do Porto distinguidos com prémio Grünenthal Dor

Fundação Champalimaud e governo do Rajastão
investem em clínica para o cancro

Visão sem precedentes de duzentas galáxias no Universo

Pistas para a neutralização do HIV

Homens e mulheres avaliam arte de forma diferente

Aumento do desemprego (também) pode
colocar em causa o futuro da Segurança Social

Colar os cromossomas no sítio certo

Cientista Português identifica mecanismo que evita
o suicídio celular e um potencial alvo contra o cancro

Maior painel termodinâmico do mundo é português

Jogos interactivos auxiliam vítimas de AVC