Receba as notícias:

Piripiri ajuda a baixar tensão arterial

Capsaicina previne problemas vasculares

2010-08-04
Capsaicina é a substância responsável pelo sabor quente e picante do piripíri
Capsaicina é a substância responsável pelo sabor quente e picante do piripíri
Consumir alimentos com piripiri (ou ma-laguetas) ajuda a baixar a tensão arterial, revela um estudo da Third Military Medical University, em Chongqing, na China, publicado na edição de Agosto da revista Cell Metabolism.

Os investigadores demostraram, através de testes realizados em ratos de laboratório com hipertensão, que o consumo de Capsaicina, substância que dá o sabor picante e quente à pimenta, diminui a pressão do sangue.
De acordo com os cientistas, quando este composto está em actividade, aumenta a produção de óxido nítrico nos vasos sanguíneos, o que possibilita a protecção contra a inflamação e outros problemas vasculares.

Zhiming Zhu, principal autor do estudo, revela, no entanto, que não é obrigatório que as pessoas comam alimentos picantes para beneficiar das suas propriedades, visto existir uma substância semelhante à Capsaicina em alguns pimentos doces.
Const Liquito
2010-08-05
10:02
Vivi cerca de 30 anos em Moçambique, onde fazíamos grande uso (consumo) do pirípiri e agora, em Portugal, continuamos a usá-lo embora mais moderadamente.
Nunca nos demos mal. A ciência recomendo-o e quem sou eu para discordar?
Campos
2010-08-05
13:10
Os remédios são mais práticos e eficientes. O certo seria uma vacina,para curar de vez este problema que afeta milhões.
Ligia Nogueira da Silva
2010-08-06
12:41
È a comprovação do uso dos alimentos na saúde,podendo atingir grande numero de pessoase de uma maneira saudavel
albertin2a
2010-08-06
20:05
Malagueta é o "pimentinho queimoso" que se tornou conhecido em Málaga introduzido pelos árabes.
Que vivam os árabes! Abaixo as tensões altas! vivam as tensões baixas (v.g. equilibradas)!
Anésia
2012-10-13
05:41
tenho 35 anos e sou hipertensa desd k tive o primeiro filho a 6 anos.vou paxar a fazer uso d piri piri p estabilizar mta tensao.bj

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Siemens desenvolve sistema de sensores
que facilita o estacionamento nas cidades

Artista português e cientista da Harvard Medical School
criam escultura inspirada na biologia celular

Quais as principais características
nutricionais e funcionais da bolota?

UBI acelera processo na luta contra o cancro

Coimbra estuda dieta das aves das Galápagos

Olfacto humano ajuda a desvendar crimes violentos

Aluno da FCUL cria barómetro de eficiência energética

UA desenvolve tecnologia para armazenar
e dar mobilidade à eletricidade

Industrialização e “conjuntos sociotecnológicos”
– o caso dos laticínios açorianos

No more bleeding for “iron overload” patients?

Coimbra dá importante contributo
para aplicação da terapia génica

Estudo inédito do sofrimento na deficiência visual
vale nota 20 a aluna quase cega

Prémio Terre de Femmes para bióloga da UA

Encontrado o gene responsável
pela reacção das plantas ao toque

Dores nas costas e hérnias discais

Investigação sobre Cancro, AVC e descontaminação da água
por medicamentos distingue jovens investigadoras

UTAD investiga valor nutricional do leite de golfinhos

Terapia amiga do ambiente descontamina
águas das pisciculturas

Portas abertas para novos tratamentos
para a artrite reumatóide

Gosta de merujes? Vão aparecer na sua mesa!

Estudantes de medicina apostam
na formação científica e humana

Investigadora da Universidade de Coimbra premiada
pela Sociedade Portuguesa de Doenças Metabólicas

UC estuda o impacto do novo metro igeiro de Macau

Hepatite C: nova realidade, novos horizontes

Saúde do cérebro e do coração começa na boca

Descoberto o responsável pelo surgimento
de problemas de memória

UA combate contrafacção com códigos DNA para marcas

Investigadores belgas e franceses medem
a temperatura do coração das estrelas

Estudante da UA imprime circuitos electrónicos em papel

Je suis Charlie