Receba as notícias:

Piripiri ajuda a baixar tensão arterial

Capsaicina previne problemas vasculares

2010-08-04
Capsaicina é a substância responsável pelo sabor quente e picante do piripíri
Capsaicina é a substância responsável pelo sabor quente e picante do piripíri
Consumir alimentos com piripiri (ou ma-laguetas) ajuda a baixar a tensão arterial, revela um estudo da Third Military Medical University, em Chongqing, na China, publicado na edição de Agosto da revista Cell Metabolism.

Os investigadores demostraram, através de testes realizados em ratos de laboratório com hipertensão, que o consumo de Capsaicina, substância que dá o sabor picante e quente à pimenta, diminui a pressão do sangue.
De acordo com os cientistas, quando este composto está em actividade, aumenta a produção de óxido nítrico nos vasos sanguíneos, o que possibilita a protecção contra a inflamação e outros problemas vasculares.

Zhiming Zhu, principal autor do estudo, revela, no entanto, que não é obrigatório que as pessoas comam alimentos picantes para beneficiar das suas propriedades, visto existir uma substância semelhante à Capsaicina em alguns pimentos doces.
Const Liquito
2010-08-05
10:02
Vivi cerca de 30 anos em Moçambique, onde fazíamos grande uso (consumo) do pirípiri e agora, em Portugal, continuamos a usá-lo embora mais moderadamente.
Nunca nos demos mal. A ciência recomendo-o e quem sou eu para discordar?
Campos
2010-08-05
13:10
Os remédios são mais práticos e eficientes. O certo seria uma vacina,para curar de vez este problema que afeta milhões.
Ligia Nogueira da Silva
2010-08-06
12:41
È a comprovação do uso dos alimentos na saúde,podendo atingir grande numero de pessoase de uma maneira saudavel
albertin2a
2010-08-06
20:05
Malagueta é o "pimentinho queimoso" que se tornou conhecido em Málaga introduzido pelos árabes.
Que vivam os árabes! Abaixo as tensões altas! vivam as tensões baixas (v.g. equilibradas)!
Anésia
2012-10-13
05:41
tenho 35 anos e sou hipertensa desd k tive o primeiro filho a 6 anos.vou paxar a fazer uso d piri piri p estabilizar mta tensao.bj

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Scientists discovered a new player in mental diseases

Insucesso Escolar e competências transversais:
uma forma alternativa de observar o problema…

Investigador do IPLeiria distinguido nos EUA
na área da Biomecânica do Desporto

Luísa «lança-se» aos mares
e «deixa» a esclerose em terra

«Importa perceber o grau
de literacia científica do ilustrador

As mulheres ainda preferem o parto natural

Portugal acolhe o maior Congresso Europeu sobre a China

Cegonhas «contra» nova directiva Europeia

Associação Portuguesa de Estudos Franceses
recebe Prémio Hervé Deluen

Reclusos de Castelo Branco vão ver o sol
(não aos quadradinhos)

Fernando Pestana da Costa eleito presidente da SPM

Hortas urbanas têm solos com excesso de metais pesados

Coimbra cria programa pioneiro para a infertilidade

Jovem português «bronzeia-se» na Física

Aditivos alimentares sintéticos e naturais:
quem vai ganhar a «guerra»?

Qual é o número de moléculas dentro de células?

CESPU e Universidade de Barcelona
juntas no ensino da saúde

João Ramalho- Santos lidera CNC

GILEAD SCIENCES apoia projectos científicos
com 200 mil euros

Marta Catarino é vice-presidente da associação europeia
de transferência de conhecimento

Dr. ROAD – o “médico” das estradas - nasce em Coimbra

Um «osso» para a cabeça? Uma porta para o carro?
Uma peça para uma aeronave? É para já!

Livro ensina pais a alimentarem crianças

Investigadores do Porto distinguidos
com Prémio Grünenthal Dor

Portugueses conquistam duplo bronze
nas Olimpíadas Internacionais de Biologia

Rui Costa vence mais um prémio internacional

Quando a matemática «joga» rugby

UTAD valoriza da Dieta Mediterrânica

Vem aí o Aquila, o Fórmula 1
da Universidade de Aveiro

Computadores «aprendem» português em Coimbra