Receba as notícias:

Novo teste diagnostica meningite numa hora

Aparelho analisa amostras de saliva ou sangue

2010-08-19
Mike Shields, investigador
Mike Shields, investigador
Uma equipa de investigadores da Queen’s University, em Belfast, na Irlanda, desenvolveu um teste revolucionário que pode diagnosticar em apenas uma hora se o paciente sofre de meningite. O aparelho analisa uma amostra de saliva ou sangue e pode ajudar a salvar vidas, já que a rapidez pode ser vital no tratamento de crianças afectadas pela bactéria meningocócica, uma vez que a situação agrava num curto espaço de tempo.
A tecnologia é semelhante a uma impressora doméstica, ou seja, o teste é portátil e acelera o resultado do exame, que actualmente demora entre 24 e 48 horas. A meningite é a inflamação da meninge - membrana que protege e recobre o cérebro e a medula espinhal - e pode ser causada por vírus, bactérias ou fungos, entre outros factores. A forma mais perigosa é a bacteriana, da qual a meningocócica faz parte.

Dependendo da cor apresentada pela máquina pode identificar-se se o paciente está infectado. A meningite pode causar a morte de uma criança em uma questão de horas, se não for tratada, e deixar sequelas como surdez e lesões cerebrais. Com o aparelho, caso seja detectada, poderá evitar-se o agravamento do estado de saúde e as sequelas associadas à doença. Segundo Mike Shields, docente e investigador na instituição, refere na página da universidade, “os primeiros sintomas são idênticos aos de uma virose e, por isso, dificulta o diagnóstico nos estágios iniciais”.

O grupo de maior risco e onde há maior incidência é o de crianças com menos de cinco anos. A meningite pode ser transmitida através do contacto próximo com secreções respiratórias do paciente.

A máquina já está em fase de testes no Royal Victoria Hospital for Sick Children de Belfast, mas ainda não está pronta a pronta para entrar no mercado – ainda precisa ser testado durante mais tempo para que seja avaliada a precisão dos resultados. O estudo contou com o apoio da Meningitis Research Foundation, Reino Unido.
Victor Gomes
2010-08-20
03:18
Parabens pela inovação, essa consolidação tecnológica com certeza será ansiosamente bem vinda.
noe Filimao Massango
2010-08-23
05:45
boa descoberta. podera diminuir o desconforto que trauma das puncoes lombares tem trazido aos pacientes. que chegue o mais rapido a africa essa invencao.
Domingos Matias
2010-08-23
23:02
É uma noticia extraordinária, espero que rapidamente a máquina seja testada com êxito e posta ao serviço da criança, em especial.
Lena
2010-08-24
15:50
Que bom! Uma inovação importante para todos na detecção precoce de uma doença tão drástica... cá esperamos pela maquininha... e que possa salvar muitas vidas :)

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Dor condiciona actividades diárias dos doentes mais idosos

Fraunhofer Portugal Challenge premeia a ciência nacional

Investigadores da UC localizam a distribuição celular
da proteína envolvida na Alzheimer

Cocktails de pesticidas prejudicam a saúde dos solos

Polémica das Ciências do Mar:
resposta ao coordenador do painel de avaliação

Cancro de Mama “Triplo-negativo” e Metástases do Cérebro
«vencem» bolsas de investigação da Associação Laço

Galaxy Zoo abre as portas do Universo

“Será realista o mundo de Avatar ?”

São João da Madeira vence “Dá Power ao Electrão”

“Jogar” na Sala de aula: estudo da UC defende
a utilização de dispositivos móveis no ensino

Fobias: quem tem medo compra um cão!

Bolsas para Ciências do Mar: críticas vindas a público
são totalmente desprovidas de fundamento

Estudo sociológico sobre jovens portugueses/as
vence prémio mundial

Alunos do secundário desvendam a física das partículas na UMinho

Sabe escolher azeite de qualidade?
Se vai só pela acidez está errado!

Projecto internacional da UA mostra vantagens
da iluminação pública inteligente com LED

Candidatos denunciam irregularidades
na atribuição de bolsas da FCT

Cientista português ligado
a nova investigação sobre Alzheimer

Cancro e diabetes: políticas a longo prazo
reduzem incidência de casos

Quinta do Seixo é caso de estudo
para especialistas europeus em biodiversidade

Trinta concorrentes disputam meia-final do FameLab

Veneno de caracol marinho letal pode facultar
novos tratamentos para a dor crónica em humanos

Cientistas portugueses no maior projecto da UE
contra a degradação dos solos europeus

Inaugurada estação de seguimento do Galileo
em Santa Maria, Açores

Pressão para que as mulheres se casem
ainda é grande no século XXI

O doce sabor amargo de um trabalho
de Química Alimentar da UP

A menina dança? E na sua cabeça o que se passa?

Rastreio do cancro do cólon e recto: porque fazer e como fazer

Perspetivando os próximos invernos – interrogações
como que na ponte de um superpetroleiro

Investigadores da UA propõem nova solução
para inactivação de bactérias multirresistentes em esgotos