Receba as notícias:

Google testa carro que anda sem condutor

Automóvel pode entregar uma pizza a domicílio sozinho

2010-10-11


Todos se lembram, com certeza, do Kitt – na série de televisão «O justiceiro», dos anos 80 – o carro que falava e andava sozinho. Agora, engenheiros da Google testaram um novo automóvel sem condutor nas ruas da Califórnia. A novidade foi anunciada no blog oficial da empresa.
O veículo usa câmaras de vídeo montadas no tecto, sensores de radar e uma mira a laser para conseguir perceber a presença de outros carros e obstáculos no trânsito, segundo o engenheiro de software Sebastian Thrun. O automóvel, um Prius modificado, pode ir entregar uma pizza a domicílio, sem ninguém no seu interior.

Durante a primeira experiência, um motorista treinado acompanhou os testes dentro do carro para tomar o controlo em caso de alguma falha. O objectivo da Google é eventualmente "reduzir os congestionamentos e o número de acidentes nas ruas". No blog, Thrun disse que os testes já cobriram 225 mil quilómetros. O carro cruzou a icónica ponte Golden Gate, em San Francisco, andou pelas famosas ladeiras da cidade, entre escritórios da Google, e circulou à volta do lago Tahoe, sem sofrer acidentes. Contudo, o veículo acabou por sofrer um pequeno embate, quando o carro estava parado num semáforo.

Sebastian Thrun, professor de ciências da computação e engenharia electrónica na Universidade Stanford, explicou ainda no blog oficial da empresa que as rotas são planeadas e mapeadas por motoristas reais, e a polícia local é avisada com antecedência dos testes. "Este projecto ainda está em estágio experimental, mas a ideia é este transporte poder aparecer no futuro, graças aos avanços das ciências da computação", avançou também.
prata
2010-10-28
16:40
muito fixe

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

A Ciência na educação pré-escolar

A guerra dos espermatozóides

O Viagra protege o coração para além do quarto

Premiado dispositivo portátil
para recuperar lesões desportivas

Aí está o andarilho inteligente motorizado
com «marca» portuguesa

Ajuda de emergência para «overdoses»

Investigadores portugueses abrem novas possibilidades
no desenho de vacinas contra o cancro

Porquê eu? Muitas mulheres que vivem na pobreza
culpam os filhos e a vida amorosa

O papel dos "oásis" oceânicos nas interacções
entre organismos marinhos

Planta substituta de sal desenvolvida
em cultura in vitro por aluna da UTAD

Trabalho de investigadores da UA
cruza-se com o do Nobel da Física 2014

José Vieira da Universidade do Minho
foi eleito presidente da FEANI

Machimosaurus: o crocodilomorfo
de nove metros do Jurássico de Portugal

Investigação do IMM sobre causas e tratamento
da doença de Crohn premiada nos EUA

Jet lag prejudica funções cognitivas a curto prazo

Quando melhores descobertas ganham destaque
nas primeiras páginas dos jornais e nos telejornais

Investigadores do Porto distinguidos com prémio Grünenthal Dor

Fundação Champalimaud e governo do Rajastão
investem em clínica para o cancro

Visão sem precedentes de duzentas galáxias no Universo

Pistas para a neutralização do HIV

Homens e mulheres avaliam arte de forma diferente

Aumento do desemprego (também) pode
colocar em causa o futuro da Segurança Social

Colar os cromossomas no sítio certo

Cientista Português identifica mecanismo que evita
o suicídio celular e um potencial alvo contra o cancro

Maior painel termodinâmico do mundo é português

Jogos interactivos auxiliam vítimas de AVC

Nobel da Química premeia invenção
do microscópio fluorescente de alta resolução

Cientistas europeus manifestam-se dia 17
em Espanha, França e Itália

Nobel da Física para os japoneses dos LED azuis

Consumo crónico de melatonina
combate a obesidade e a diabetes