Receba as notícias:

Garrafas de plástico serão recicladas para revestir calçadas

O plastisoil é um novo material desenvolvido com tripla função

2010-11-26
O Plastisoil dará permeabilidade ao solo
O Plastisoil dará permeabilidade ao solo
Naji Khoury, do Departamento de Engenharia Civil e do Ambiente na Universidade de Temple (EUA), desenvolveu uma nova sustância – plastisoil –, a partir de garrafas de plástico, para ser usada no revestimento de pavimentos.

A receita é simples: basta misturar terra quente, pó de PET-polyethylene terephthalate, derivado de garrafas de plástico reciclável e cascalho. O resultado é o plastisoil, um produto com um triplo interesse: uma nova forma de reciclagem do PET, dará permeabilidade ao solo – já que os grãos constituintes no alcatrão permitirão que a água se infiltre e evite inundações e o fabrico deste produto requer menos energia e um processo que fica barato do que usar o cimento tradicional, ou outros.
O material poderá ser usado como alternativa ao asfalto para passeios, parques de estacionamento e faixas de rodagem. “Ainda estamos a testar o plastisoil poroso para perceber se este reduz poluentes e tem a capacidade de filtrar”, refere o investigador na página da universidade.

O plastisoil trará benefícios ambientais, tendo em conta que é criado a partir polyethylene terephthalate (PET) das garrafas de plástico, podendo reduzir mil milhões de lixo que estas produzem anualmente.

Khoury e os colegas já começaram a pavimentar uma calçada no exterior do edifício principal para testar a consistência do material.
João Gil Borges
2010-11-29
13:20
Ora aqui está um òptimo destino a dar aos milhões de garrafas de plásticos que a incúria humana tem permitido que poluam o ambiente! Resta-me desejar que esta aplicação se torne prática o mais rapidamente possível entre nós.

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Dores nas costas e hérnias discais

Investigação sobre Cancro, AVC e descontaminação da água
por medicamentos distingue jovens investigadoras

UTAD investiga valor nutricional do leite de golfinhos

Terapia amiga do ambiente descontamina
águas das pisciculturas

Portas abertas para novos tratamentos
para a artrite reumatóide

Gosta de merujes? Vão aparecer na sua mesa!

Estudantes de medicina apostam
na formação científica e humana

Investigadora da Universidade de Coimbra premiada
pela Sociedade Portuguesa de Doenças Metabólicas

UC estuda o impacto do novo metro igeiro de Macau

Hepatite C: nova realidade, novos horizontes

Saúde do cérebro e do coração começa na boca

Descoberto o responsável pelo surgimento
de problemas de memória

UA combate contrafacção com códigos DNA para marcas

Investigadores belgas e franceses medem
a temperatura do coração das estrelas

Estudante da UA imprime circuitos electrónicos em papel

Je suis Charlie

Investigações sobre cromossomas e doença de Huntington
premiadas hoje pela FLAD

Investigadora da UTAD distinguida na Galiza
com Prémio “Vicente Risco”

Compostos descobertos na casca do eucalipto
já têm método de extracção

Em 2015 continuo a supor que poderíamos ter pedido baunilha…

Investigadores de Coimbra querem melhorar
prognóstico do transplante de fígado

Curador do primeiro planetário da América
vai ser português

Humilhação dos 7-1 leva o Brasil
a olhar para a ciência

Carlos Ribeiro eleito para o primeiro grupo
dos FENS-Kavli Scholars

Rotundas virtuais vão projectar rotundas reais
seguras e amigas do ambiente

Dê azeite ao seu coração

Dois jovens cientistas portugueses
entre oito distinguidos pela EMBO

Neste Ano Novo dê o seu apoio ao Ciência Hoje

Efeitos da cafeína diferem com ou sem açúcar?

António Fernandes da Fonseca deixou a “sua marca”
na passagem pelo Mundo!