Receba as notícias:

Garrafas de plástico serão recicladas para revestir calçadas

O plastisoil é um novo material desenvolvido com tripla função

2010-11-26
O Plastisoil dará permeabilidade ao solo
O Plastisoil dará permeabilidade ao solo
Naji Khoury, do Departamento de Engenharia Civil e do Ambiente na Universidade de Temple (EUA), desenvolveu uma nova sustância – plastisoil –, a partir de garrafas de plástico, para ser usada no revestimento de pavimentos.

A receita é simples: basta misturar terra quente, pó de PET-polyethylene terephthalate, derivado de garrafas de plástico reciclável e cascalho. O resultado é o plastisoil, um produto com um triplo interesse: uma nova forma de reciclagem do PET, dará permeabilidade ao solo – já que os grãos constituintes no alcatrão permitirão que a água se infiltre e evite inundações e o fabrico deste produto requer menos energia e um processo que fica barato do que usar o cimento tradicional, ou outros.
O material poderá ser usado como alternativa ao asfalto para passeios, parques de estacionamento e faixas de rodagem. “Ainda estamos a testar o plastisoil poroso para perceber se este reduz poluentes e tem a capacidade de filtrar”, refere o investigador na página da universidade.

O plastisoil trará benefícios ambientais, tendo em conta que é criado a partir polyethylene terephthalate (PET) das garrafas de plástico, podendo reduzir mil milhões de lixo que estas produzem anualmente.

Khoury e os colegas já começaram a pavimentar uma calçada no exterior do edifício principal para testar a consistência do material.
João Gil Borges
2010-11-29
13:20
Ora aqui está um òptimo destino a dar aos milhões de garrafas de plásticos que a incúria humana tem permitido que poluam o ambiente! Resta-me desejar que esta aplicação se torne prática o mais rapidamente possível entre nós.

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Siemens desenvolve sistema de sensores
que facilita o estacionamento nas cidades

Artista português e cientista da Harvard Medical School
criam escultura inspirada na biologia celular

Quais as principais características
nutricionais e funcionais da bolota?

UBI acelera processo na luta contra o cancro

Coimbra estuda dieta das aves das Galápagos

Olfacto humano ajuda a desvendar crimes violentos

Aluno da FCUL cria barómetro de eficiência energética

UA desenvolve tecnologia para armazenar
e dar mobilidade à eletricidade

Industrialização e “conjuntos sociotecnológicos”
– o caso dos laticínios açorianos

No more bleeding for “iron overload” patients?

Coimbra dá importante contributo
para aplicação da terapia génica

Estudo inédito do sofrimento na deficiência visual
vale nota 20 a aluna quase cega

Prémio Terre de Femmes para bióloga da UA

Encontrado o gene responsável
pela reacção das plantas ao toque

Dores nas costas e hérnias discais

Investigação sobre Cancro, AVC e descontaminação da água
por medicamentos distingue jovens investigadoras

UTAD investiga valor nutricional do leite de golfinhos

Terapia amiga do ambiente descontamina
águas das pisciculturas

Portas abertas para novos tratamentos
para a artrite reumatóide

Gosta de merujes? Vão aparecer na sua mesa!

Estudantes de medicina apostam
na formação científica e humana

Investigadora da Universidade de Coimbra premiada
pela Sociedade Portuguesa de Doenças Metabólicas

UC estuda o impacto do novo metro igeiro de Macau

Hepatite C: nova realidade, novos horizontes

Saúde do cérebro e do coração começa na boca

Descoberto o responsável pelo surgimento
de problemas de memória

UA combate contrafacção com códigos DNA para marcas

Investigadores belgas e franceses medem
a temperatura do coração das estrelas

Estudante da UA imprime circuitos electrónicos em papel

Je suis Charlie