Receba as notícias:

Remédio para tosse à base de chocolate

Teobromina inibe o estímulo involuntário do nervo vago

2010-12-21
Teobromina pode ser encontrada no cacao e no chocolate.
Teobromina pode ser encontrada no cacao e no chocolate.
Uma equipa de investigadores britânicos afirmam que a teobromina, um componente químico presente no chocolate, poderá ser transformado em medicamento para a tosse persistente, em breve. O fármaco com este ingrediente encontrado no cacao e no chocolate está em fase final de testes. Os cientistas dizem que o medicamento poderá já estar no mercado dentro de dois anos, segundo anunciou hoje a BBC.
A tosse é considerada persistente quando dura mais do que suas semanas e os remédios mais utilizados no combate a este tipo de tosse são opiáceos como xaropes que contêm codeína, um narcótico. No entanto, a Agência Reguladora de Remédios e Produtos Medicinais (MHRA) do país refere que o ingrediente não é aconselhável a menores de 18 anos, mas se o tratamento for com a teobromina já não tem este inconveniente.

O mau estar pode mesmo passar de persistente a crónico quando se prolonga por mais de três ou quatro semanas e as causas podem advir da rinite, sinusite e asma brônquica.

O composto não tem sabor e, por isso, o remédio poderá ser ingerido por quem não gosta de chocolate. Acredita-se que a teobromina inibe o estímulo involuntário do nervo vago, uma das principais causas da tosse persistente. 

A droga, chamada de BC1036, está a ser desenvolvida pela empresa britânica privada SEEK.
manela
2010-12-22
11:23
Fantástico

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Homens ou mulheres? Quem corre mais riscos
de violência verbal no local de trabalho?

Investigador do IA é um dos vencedores dos Prémios Breakthrough 2015

Qual é a melhor iluminação para a sua casa?

Cyberbullying: retrato de um fenómeno
em expansão silenciosa

Centro de Investigação da Montanha distinguido
em cooperação internacional

Investigação europeia em oftalmologia
coordenada em Portugal

Portugal lidera detecção inédita na atmosfera de Vénus

Modelos matemáticos desenvolvidos na UA
preveem gravidade de acidentes de viação

Mosca-da-azeitona pode ser combatida
de forma rápida, barata e eficaz

Já é possível «ouvir» o coração da mãe
e do bebé ao mesmo tempo

Áreas menos desenvolvidas penalizadas
na agenda política de saúde

Foi com uma grande alegria que vi o nome de Teresa Teixeira!

Teresa Teixeira nomeada hoje
EMBO Young Investigator

Investigador mexicano desenvolve software
que “prevê” ocorrências cardíacas

UTAD aposta no combate ao abandono escolar

ESAN quer ser referência em fabrico aditivo rápido

Um neurónio, uma função? Afinal o cérebro faz multitasking!

Consegue seguir o ritmo?

De como bem aprender uma sequência de dança

As crianças devem ir a pé para a escola

Investigadores da UC desenvolvem
guia inteligente de apoio a cegos

O nariz delas é melhor do que o deles

De como a realidade virtual pode «medir»
os delinquentes sexuais

Cancro do pulmão pode ser diagnosticado
anos antes de ser detectado por imagem

Distractores ambientais influenciam
a atenção e a memória dos mais velhos

Como é a excitação sexual nas mulheres?

Insónia potencia o risco de acidentes de viação

Tristeza permanece mais tempo do que outras emoções

Refrigeração magnética dá prémio internacional
a jovem cientista português

Fantasias sexuais: você é normal?