Receba as notícias:

Remédio para tosse à base de chocolate

Teobromina inibe o estímulo involuntário do nervo vago

2010-12-21
Teobromina pode ser encontrada no cacao e no chocolate.
Teobromina pode ser encontrada no cacao e no chocolate.
Uma equipa de investigadores britânicos afirmam que a teobromina, um componente químico presente no chocolate, poderá ser transformado em medicamento para a tosse persistente, em breve. O fármaco com este ingrediente encontrado no cacao e no chocolate está em fase final de testes. Os cientistas dizem que o medicamento poderá já estar no mercado dentro de dois anos, segundo anunciou hoje a BBC.
A tosse é considerada persistente quando dura mais do que suas semanas e os remédios mais utilizados no combate a este tipo de tosse são opiáceos como xaropes que contêm codeína, um narcótico. No entanto, a Agência Reguladora de Remédios e Produtos Medicinais (MHRA) do país refere que o ingrediente não é aconselhável a menores de 18 anos, mas se o tratamento for com a teobromina já não tem este inconveniente.

O mau estar pode mesmo passar de persistente a crónico quando se prolonga por mais de três ou quatro semanas e as causas podem advir da rinite, sinusite e asma brônquica.

O composto não tem sabor e, por isso, o remédio poderá ser ingerido por quem não gosta de chocolate. Acredita-se que a teobromina inibe o estímulo involuntário do nervo vago, uma das principais causas da tosse persistente. 

A droga, chamada de BC1036, está a ser desenvolvida pela empresa britânica privada SEEK.
manela
2010-12-22
11:23
Fantástico

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Scientists discovered a new player in mental diseases

Insucesso Escolar e competências transversais:
uma forma alternativa de observar o problema…

Investigador do IPLeiria distinguido nos EUA
na área da Biomecânica do Desporto

Luísa «lança-se» aos mares
e «deixa» a esclerose em terra

«Importa perceber o grau
de literacia científica do ilustrador

As mulheres ainda preferem o parto natural

Portugal acolhe o maior Congresso Europeu sobre a China

Cegonhas «contra» nova directiva Europeia

Associação Portuguesa de Estudos Franceses
recebe Prémio Hervé Deluen

Reclusos de Castelo Branco vão ver o sol
(não aos quadradinhos)

Fernando Pestana da Costa eleito presidente da SPM

Hortas urbanas têm solos com excesso de metais pesados

Coimbra cria programa pioneiro para a infertilidade

Jovem português «bronzeia-se» na Física

Aditivos alimentares sintéticos e naturais:
quem vai ganhar a «guerra»?

Qual é o número de moléculas dentro de células?

CESPU e Universidade de Barcelona
juntas no ensino da saúde

João Ramalho- Santos lidera CNC

GILEAD SCIENCES apoia projectos científicos
com 200 mil euros

Marta Catarino é vice-presidente da associação europeia
de transferência de conhecimento

Dr. ROAD – o “médico” das estradas - nasce em Coimbra

Um «osso» para a cabeça? Uma porta para o carro?
Uma peça para uma aeronave? É para já!

Livro ensina pais a alimentarem crianças

Investigadores do Porto distinguidos
com Prémio Grünenthal Dor

Portugueses conquistam duplo bronze
nas Olimpíadas Internacionais de Biologia

Rui Costa vence mais um prémio internacional

Quando a matemática «joga» rugby

UTAD valoriza da Dieta Mediterrânica

Vem aí o Aquila, o Fórmula 1
da Universidade de Aveiro

Computadores «aprendem» português em Coimbra