Receba as notícias:

Gruta de Altamira tem de continuar fechada ao público

Pinturas paleolíticas Património da Humanidade continuam encerradas para conservação

2011-10-11
Gruta de Altamira é Património Mundial
Gruta de Altamira é Património Mundial

Fechada desde 2002, a Gruta de Altamira (Espanha), onde se encontra um dos complexos mais importantes de arte paleolítica, vai ter de continuar encerrada ao público. Esta é a conclusão de um estudo levado a cabo pelo CSIC (Conselho Superior de Investigações Científicas espanhol), publicado agora na revista «Science».

Os investigadores afirmam que estas pinturas na rocha que se conservaram durante 14 mil anos estão a enfrentar problemas com bactérias, fungos e partículas nocivas.

As pinturas da Gruta de Altamira conservaram-se excepcionalmente bem graças à ausência de luz, a escassa infiltração de água e o baixo fluxo de ar na sala Policromada. Depois de terem sido descobertas em 1879 e abertas ao público começou a verificar-se uma constante deterioração.

Em 1977 foi necessário encerrar a gruta que tinha uma média de visitantes anuais na ordem dos 175 mil. Voltou a ser aberta em 1982 com bastantes restrições. Em 2002, fechou novamente devido à presença de microrganismos fototróficos nas pinturas, consequência da utilização, durante décadas, de luz artificial.

Se a gruta reabrir agora, hipótese que esteve em análise devido ao impacto positivo que teria para o turismo da região, haverá um aumento de temperatura, de humidade e de CO2 na Sala Policromada, o que irá reactivar a condensação e a corrosão das rochas.

Cesáreo Saiz-Jiménez, investigador do CSIC que liderou a investigação, explica que a proliferação de bactérias e fungos que já colonizaram a entrada da gruta é um dos principais problemas. Os visitantes, por se moverem no interior do recinto, podem levantar partículas nocivas que ficam suspensas no ar, o que incrementa a erosão das paredes e liberta bactérias, esporas e fungos. Iriam também entrar novos nutrientes que contaminariam o frágil ecossistema da gruta.

Altamira preservou-se intacta durante milhares de anos graças a um ambiente pobre em nutrientes e ao escasso contacto com a atmosfera exterior. Apesar dos benefícios do seu encerramento ao público em 2002, os problemas de conservação estão longe de ser resolvidos. A gruta é gerida pelo Museu Nacional de Altamira, dependente do Ministério da Cultura espanhol.

Artigo: Paleolithic Art in Peril: Policy and Science Collide at Altamira Cave

Jorge Carvalho
2011-10-12
17:44
A gruta está fechada, é certo. Mas pode-se visitar a sua réplica de excepcional qualidade e museu anexo.
Estive lá este ano. É um exemplo de qualidade do que pode ser feito em termos de divulgação científica e cultural.

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Eco Camp revela cidade completamente sustentável

Esperança média de vida mundial
cresce seis anos mas com pior saúde

Implicações da expansão do Canal de Suez
na biodiversidade marinha do Mediterrâneo

Vacina universal contra a gripe
pode estar mais perto de ser desenvolvida

UTAD aposta em “jardins terapêuticos”

Café ajuda no combate ao cancro do cólon

Em busca da matéria escura

Trabalhar em demasia potencia risco de AVC

Cigarro electrónico é menos nocivo do que o normal

Já pode consultar estado dos incêndios em tempo real

Doutorando português vence prémio internacional

OMS cria em Macau centro de cooperação
para a medicina tradicional chinesa

Inadequação social, desemprego e problemas financeiros
«ajudam» a manter consumo de drogas

Brasil poderá ter vacina contra dengue em 2018

Médico português cria ‘app’ para diagnosticar
doenças sexuais masculinas

Português recebe prémio de melhor tese
de doutoramento do Mundo

Cientista português participa em estudo que revela
perturbações idênticas às da esquizofrenia e autismo

Brasil constrói laboratório de combate à tuberculose
em São Tomé e Príncipe

Docente da Universidade de Coimbra
preside a rede europeia

Fórum Económico Mundial destaca start-up da UMinho

Campanha de vacinação em Timor-Leste
beneficia mais de 93% das criança por cento

Suplemento alimentar para vacas leiteiras
reduz emissões de metano

Como proliferam as células dos vasos sanguíneos
em redor de um tumor

Sistema híbrido à base de hidrogel
«ataca» cancro da próstata

Insecto vai atacar uma das piores plantas invasoras em Portugal

Português na descoberta de que redução de enzima
na doença de Parkinson abre portas a novos tratamentos

Viagem aos primórdios portugueses do darwinismo social

Mais de 500 genes podem afectar a audição

Descoberto mecanismo que permite à melatonina
combater células cancerígenas

Da eficácia do exercício físico no tratamento das depressões