Receba as notícias:

Aplicação controla "casa inteligente" a partir de telemóvel

Instituto Politécnico da Guarda criou nova aplicação

2012-04-03
Por Lusa
Aplicação controla rede domótica de uma habitação.
Aplicação controla rede domótica de uma habitação.
Um professor de informática do Instituto Politécnico da Guarda (IPG) desenvolveu uma aplicação que controla a rede domótica de uma habitação ou de um edifício a partir do telemóvel, informou hoje o responsável pelo projecto. "Com esta aplicação conseguimos controlar toda uma casa à distância", explicou o docente Pedro Pinto, responsável pela implementação da plataforma KNX Automatica.

Pedro Pinto adiantou que a invenção surgiu no âmbito de um trabalho desenvolvido no mestrado em Computação Móvel, leccionado na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do IPG. "Podemos controlar desde a iluminação, a climatização, os estores e até ligar ou desligar uma simples torradeira, através do envio de comandos a partir da rede local ou a partir de qualquer lugar, desde que tenhamos acesso à Internet", disse.
O docente do IPG assegurou que o sistema accionado a partir de um telemóvel que possua a aplicação Android também permitirá, a qualquer momento e de qualquer local, desligar a tomada de um aparelho que, por esquecimento, ficou ligado no interior da residência.

Também permite que o utilizador receba um alerta via SMS a informar que deixou uma torneira aberta em casa, para que possa tomar "medidas imediatas" e corrigir o problema, salientou. "A ideia passa por podermos comunicar com a nossa casa e fazer, de fora dela, coisas que estamos habituados a fazer lá dentro", reforçou.

Esclareceu que a plataforma KNX Automatica só está desenvolvida para dispositivos com Android, mas também foi pensada para poder ser articulada a equipamentos da Apple ou ao Windows Phone.

A plataforma permite controlar um edifício que esteja equipado com sistema de domótica, mas o mentor do projecto anuncia que também pretende "adaptar e incluir um conjunto de funcionalidades" que permitam saber quais os gastos energéticos com um banho, uma lavagem de roupa ou de loiça, por exemplo.

Pedro Pinto referiu que já está a desenvolver as novas funcionalidades que irá associar à solução desenvolvida, para que "brevemente" a mesma possa ser colocada no mercado. O investigador garante ainda que a aplicação será disponibilizada a "baixo custo", lembrando que na sua génese esteve a criação de "uma solução de muito baixo custo comparativamente com outros produtos idênticos que existem no mercado".

A ferramenta KNX Automatica tanto pode ser utilizada em sistemas de domótica novos como nos já existentes nas habitações ou nos edifícios, indicou o docente do politécnico da Guarda.
Teresa Leite
2012-04-03
20:30
Bravo. Portugal está de parabéns com os seus professores e investigadores. São boas notícias que nos animam.
Nuno
2012-04-04
12:33
Onde é que isto é novidade? Que eu saiba já existe disso há muito tempo.
Carlos Matos (Form.Certificado KNX)
2012-04-04
15:09
Parabens. Esta é esta evolução natural do prazer em comunicar com a nossa referencia mais importante; a nossa CASA !
A manter / melhorar:
-Fiabilidade
-Segurança de acesso.
Marisa
2012-04-04
21:26
Lol Nuno. Existe? Só se for no papel..

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

A verdade sobre a infertilidade

INSA e OMS lutam contra a obesidade infantil

Burro mirandês em risco de extinção

De como a diabetes afecta a fertilidade

UTAD e Federação Portuguesa de Voleibol avaliam
performance dos jogadores da selecção nacional

Portugal conquista pela primeira vez medalha
na Olimpíada Internacional de Química

IST recebe 69 Milhões de horas
num dos supercomputadores mais rápidos do mundo

Criadores do «Magalhães» chegam ao Uruguai

Minho quer extrair colagénio da pele de tubarão

Hepatite C “pode estar erradicada dentro de alguns anos”

Área ardida em Portugal terá redução drástica
se houver prevenção de incêndios

Milheirinhas: os machos mais coloridos
cuidam melhor da plumagem

Aveiro abre caminho ao tratamento do vírus Ébola

Rastreios gratuitos a cancro de cabeça e pescoço
até sexta-feira em 12 hospitais

Universidades do Porto, Aveiro e Técnica de Lisboa lideram
produção científica das instituições científicas do Ensino Superior

Quimioterapia pode prejudicar doentes terminais

Todos os seropositivos devem receber terapia
independentemente da carga viral

Coimbra confirma eficácia de terapia inovadora
em vários tipos de cancro

Exterior dos jardins de infância não promove
desenvolvimento saudável das crianças

Novo medicamento pode retardar Alzheimer

Torres Vedras campeã do Mundo em robótica

Injecções em árvores vão controlar pragas de insectos

Oftalmologista português distinguido nos EUA

Jovem com VIH em remissão após tratamento precoce

Portugal é o 12º país europeu com mais projectos
submetidos ao Horizon 2020

Perigos dos microplásticos e dos fármacos preocupam ambientalistas

Quando soube que tinha cancro pensei:
cheguei ao fim da vida!

Cérebro dos desportistas responde 82% mais rápido
em situações de forte pressão

Empresas pagam propinas aos melhores candidatos
a engenharia física da Universidade de Aveiro

Rim é o órgão mais transplantado em Portugal