Receba as notícias:

Aplicação controla "casa inteligente" a partir de telemóvel

Instituto Politécnico da Guarda criou nova aplicação

2012-04-03
Por Lusa
Aplicação controla rede domótica de uma habitação.
Aplicação controla rede domótica de uma habitação.
Um professor de informática do Instituto Politécnico da Guarda (IPG) desenvolveu uma aplicação que controla a rede domótica de uma habitação ou de um edifício a partir do telemóvel, informou hoje o responsável pelo projecto. "Com esta aplicação conseguimos controlar toda uma casa à distância", explicou o docente Pedro Pinto, responsável pela implementação da plataforma KNX Automatica.

Pedro Pinto adiantou que a invenção surgiu no âmbito de um trabalho desenvolvido no mestrado em Computação Móvel, leccionado na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do IPG. "Podemos controlar desde a iluminação, a climatização, os estores e até ligar ou desligar uma simples torradeira, através do envio de comandos a partir da rede local ou a partir de qualquer lugar, desde que tenhamos acesso à Internet", disse.
O docente do IPG assegurou que o sistema accionado a partir de um telemóvel que possua a aplicação Android também permitirá, a qualquer momento e de qualquer local, desligar a tomada de um aparelho que, por esquecimento, ficou ligado no interior da residência.

Também permite que o utilizador receba um alerta via SMS a informar que deixou uma torneira aberta em casa, para que possa tomar "medidas imediatas" e corrigir o problema, salientou. "A ideia passa por podermos comunicar com a nossa casa e fazer, de fora dela, coisas que estamos habituados a fazer lá dentro", reforçou.

Esclareceu que a plataforma KNX Automatica só está desenvolvida para dispositivos com Android, mas também foi pensada para poder ser articulada a equipamentos da Apple ou ao Windows Phone.

A plataforma permite controlar um edifício que esteja equipado com sistema de domótica, mas o mentor do projecto anuncia que também pretende "adaptar e incluir um conjunto de funcionalidades" que permitam saber quais os gastos energéticos com um banho, uma lavagem de roupa ou de loiça, por exemplo.

Pedro Pinto referiu que já está a desenvolver as novas funcionalidades que irá associar à solução desenvolvida, para que "brevemente" a mesma possa ser colocada no mercado. O investigador garante ainda que a aplicação será disponibilizada a "baixo custo", lembrando que na sua génese esteve a criação de "uma solução de muito baixo custo comparativamente com outros produtos idênticos que existem no mercado".

A ferramenta KNX Automatica tanto pode ser utilizada em sistemas de domótica novos como nos já existentes nas habitações ou nos edifícios, indicou o docente do politécnico da Guarda.
Teresa Leite
2012-04-03
20:30
Bravo. Portugal está de parabéns com os seus professores e investigadores. São boas notícias que nos animam.
Nuno
2012-04-04
12:33
Onde é que isto é novidade? Que eu saiba já existe disso há muito tempo.
Carlos Matos (Form.Certificado KNX)
2012-04-04
15:09
Parabens. Esta é esta evolução natural do prazer em comunicar com a nossa referencia mais importante; a nossa CASA !
A manter / melhorar:
-Fiabilidade
-Segurança de acesso.
Marisa
2012-04-04
21:26
Lol Nuno. Existe? Só se for no papel..

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Nova lei da investigação clínica
publicada hoje em Diário da República

Dor condiciona actividades diárias dos doentes mais idosos

Fraunhofer Portugal Challenge premeia a ciência nacional

Investigadores da UC localizam a distribuição celular
da proteína envolvida na Alzheimer

Cocktails de pesticidas prejudicam a saúde dos solos

Polémica das Ciências do Mar:
resposta ao coordenador do painel de avaliação

Cancro de Mama “Triplo-negativo” e Metástases do Cérebro
«vencem» bolsas de investigação da Associação Laço

Galaxy Zoo abre as portas do Universo

“Será realista o mundo de Avatar ?”

São João da Madeira vence “Dá Power ao Electrão”

“Jogar” na Sala de aula: estudo da UC defende
a utilização de dispositivos móveis no ensino

Fobias: quem tem medo compra um cão!

Bolsas para Ciências do Mar: críticas vindas a público
são totalmente desprovidas de fundamento

Estudo sociológico sobre jovens portugueses/as
vence prémio mundial

Alunos do secundário desvendam a física das partículas na UMinho

Sabe escolher azeite de qualidade?
Se vai só pela acidez está errado!

Projecto internacional da UA mostra vantagens
da iluminação pública inteligente com LED

Candidatos denunciam irregularidades
na atribuição de bolsas da FCT

Cientista português ligado
a nova investigação sobre Alzheimer

Cancro e diabetes: políticas a longo prazo
reduzem incidência de casos

Quinta do Seixo é caso de estudo
para especialistas europeus em biodiversidade

Trinta concorrentes disputam meia-final do FameLab

Veneno de caracol marinho letal pode facultar
novos tratamentos para a dor crónica em humanos

Cientistas portugueses no maior projecto da UE
contra a degradação dos solos europeus

Inaugurada estação de seguimento do Galileo
em Santa Maria, Açores

Pressão para que as mulheres se casem
ainda é grande no século XXI

O doce sabor amargo de um trabalho
de Química Alimentar da UP

A menina dança? E na sua cabeça o que se passa?

Rastreio do cancro do cólon e recto: porque fazer e como fazer

Perspetivando os próximos invernos – interrogações
como que na ponte de um superpetroleiro