Receba as notícias:

Consumo de café pode tratar crianças hiperactivas

Estudo mostra que a cafeína restabelece função da dopamina

2012-05-07
Rodrigo Cunha
Rodrigo Cunha
Investigadores da Universidade de Coimbra (UC) e Centro de Neurociências (CNC) acabam de concluir que a administração de cafeína, em doses equivalentes a três ou quatro chávenas de café por dia, controla o défice de atenção e hiperactividade sem causar efeitos secundários, nomeadamente dependência, como acontece com a ritalina, o fármaco derivado da anfetamina utlizado actualmente para controlar a patologia.
O estudo tem sido desenvolvido ao longo dos últimos três anos em ratos e para além de demonstrar que a cafeína é benéfica porque restabelece a função da dopamina enquanto neurotransmissor do cérebro, permitiu também evidenciar diversas modificações que ocorrem no cérebro em situações de défice de atenção e hiperactividade. 

Segundo o líder da investigação, Rodrigo Cunha, “é seguro afirmar que o consumo de café é benéfico em crianças e adolescentes, mas a clínica deve obedecer a todo um protocolo”. O também docente da Faculdade de Medicina (FMUC) sublinha que “os resultados obtidos carecem ainda de ensaios clínicos e, por isso, não se deve ainda recomendar aos cuidadores de crianças hiperactivas a inserção de café na sua dieta”.

As conclusões da investigação, a ser publicada na revista European Neuropsychopharmacology, são promissoras para o “desenvolvimento de uma nova geração de fármacos muito mais selectivos, ou seja, medicamentos que actuam apenas no tratamento da défice de atenção e hiperatividade, não causando os denominados efeitos colaterais ou secundários, concretamente toxicidade e dependência”, conclui Rodrigo Cunha.
Garcia
2012-05-10
10:17
se desgasta as vitaminas do complexo B, acidificante, descalcificante, excitabilidade descordenada, alguns dos maleficios apontados ao café, não consigo compreender este sucesso da investigação. Peço encarecidamente aos autores que me esclareçam. Cordiais saudações e votos de sucesso aos investigadores.
Mª Teresa A. Soares
2012-05-10
11:53
É bom saber que os cientistas se preocupam com o bem estar de crianças, jovens e adultos e, se vivemos numa sociedade altamente stressante, como não ajudar aqueles, que cheios de dotes não os conseguem aplicar porque não há concentração, não há tranquilidade interna para permitir esse foco de atenção tão importante para o sucesso educativo e posteriormente o sucesso como ser humano, numa sociedade altamente competitiva!!!!

Uma mãe

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Aves fogem para Norte

Iniciativa monitoriza estado de saúde, aptidão física
e rendimento táctico de bombeiros em contexto de combate

Investigadores do Algarve combatem células tumorais
com extractos de plantas de sapal

Aditivos mais naturais?

UTAD alerta para os riscos do consumo de bivalves
produzidos em ambientes poluídos

Podemos prever a evolução?

Um Nobel de medicina que nem medicina sabe

Menopausa e a osteoporose: estudo premeia
investigadora de Coimbra

A revolução dos filmes de cristais líquidos

Abutre-preto volta ao Alentejo 40 anos depois

Grafeno mais sílica: a revolução
da indústria tecnológica do futuro

De como um smartphone pode controlar
a qualidade dos óleos de fritar

Cátedra do Real Madrid aprova projecto que envolve
a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

António Damásio profere conferência no Porto

Investigadora portuguesa revela novo método
de detecção precoce de cancro do pâncreas

Universidade da Beira Interior
com avanços no cancro da próstata

Investigadores portugueses distinguidos
por avanços na área da dor

Identidade, valores, modernidade: o meu livro
sobre o pensamento de Onésimo Teotónio Almeida

Nanopartícula entrega moléculas terapêuticas
a tumores cerebrais malignos

Portugal conquista prémio europeu
de conservação da natureza

E se lhe oferecerem um chão inteligente?

Plantas portuguesas dão origem a infusões de qualidade premium

CR7 já não é uma estrela! É uma galáxia!

EGO em Aveiro: uma peça do inventor da pílula

Estrutura social é importante na conservação de espécies

Philae acordou e mandou notícias

Coimbra indica nova direcção para o tratamento
dos vários tipos de cancro

Aveiro cria o anjo da guarda dos condutores

Cientista português financiado por March of Dimes
para estudar malária durante a gravidez

Barcelona cria sistema para avaliação cognitiva
de trabalhadores com deficiência cognitiva