Receba as notícias:

Universidade de Coimbra realiza experiências científicas
em laboratórios virtuais

O Projecto chama-se Experiment@Portugal’2012

2013-02-01
Alberto Cardoso, coordenador do projecto Experiment@Portugal’2012.
Alberto Cardoso, coordenador do projecto Experiment@Portugal’2012.
A iniciativa que tem por objectivo o desenvolvimento de conteúdos documentais, multimédia e de realidade virtual, módulos de software para agentes de tutoria virtual e um protótipo de dispositivo sensorial (háptico) de baixo custo.

O projecto Experiment@Portugal’2012, em vigor até Novembro de 2013, é continuação de um outro, igualmente financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, que teve como objectivo a identificação dos recursos existentes a nível nacional de laboratórios e experiencias virtuais e remotas. Foi feita uma catalogação desses recursos depois disponibilizada na Internet, em http://pt.lab2go.net
“O Experiment@Portugal’2012 tem como obejctivo o desenvolvimento de recursos multimédia que possam recorrer a essas mesmas experiências e possam servir de um contributo para a experimentação online em vários contextos, como ensino secundário, superior, formação especializada, por exemplo, em ambiente industrial”, explica o responsável pela iniciativa, Alberto Cardoso, investigador da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.

O responsável chama a atenção para uma das ambições do projecto que é o desenvolvimento de um protótipo de dispositivo sensorial (háptico) de baixo custo. “Existem vários dispositivos hápticos no mercado. O que acontece é que muitos dessses dispositivos oferecem mais coisas do que necessitamos. A nossa ideia é desenvolver um mais simples mas o suficiente para estabelecer algum tipo de experiências quer remotas quer virtuais”.

O dispositivo háptico permite interagir com o computador, mas obtendo retorno. Alberto Cardoso exemplifica: “Imagine que tem uma aplicação com o seguinte cenário, tem vários objectos que quer empurrar ao longo da superfície. Objectos de madeira, algodão e de chumbo. Com o rato pode selecionar e empurrar mas não sente nada. Com este dispositivo tem feedback, ou seja, consegue sentir que tem de fazer mais força para empurrar o mais pesado. A pessoa tem interacção mais efectiva com a aplicação mesmo sendo virtual”.

O Experiment@Portugal’2012 está vocacionado para promover a engenharia online. O projecto aposta, não só em novas ferramentas web para o ensino, mas também na divulgação das novas vias de educação e investigação científica em diversas áreas do conhecimento, e é dirigido a estudantes, docentes, investigadores e indústria.

O trabalho desenvolvido vai ser depois disponibilizado na plataforma web, acessível a qualquer pessoa do mundo. Será criada uma “espécie de enciclopédia científica, que terá desafios colocados aos diversos públicos-alvo”.

O objectivo é “agregar os recursos existentes nas diversas instituições de ensino e colocá-los ao dispor de todos, de uma forma atractiva e acessível, apostando em plataformas universais e em software livre. Por isso, desenvolvemos laboratórios virtuais que remetem para a recriação do ambiente real, isto é, replicamos o que poderia acontecer na realidade”, afirma Alberto Cardoso.

No âmbito desta iniciativa serão realizados dois encontros. O primeiro é um workshop já no dia 4 de Fevereiro, no anfiteatro do Departamento de Engenharia Química, no Polo II da UC, pelas 10h00, para debater temas como “a experimentação online e a Universidade digital do futuro” e “disseminação da experimentação online”.

O segundo encontro é uma conferência internacional agendada para os dias 18 a 20 de Setembro, igualmente na Universidade de Coimbra.

A Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto é parceira neste projecto.

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

De como a diabetes afecta a fertilidade

UTAD e Federação Portuguesa de Voleibol avaliam
performance dos jogadores da selecção nacional

Portugal conquista pela primeira vez medalha
na Olimpíada Internacional de Química

IST recebe 69 Milhões de horas
num dos supercomputadores mais rápidos do mundo

Criadores do «Magalhães» chegam ao Uruguai

Minho quer extrair colagénio da pele de tubarão

Hepatite C “pode estar erradicada dentro de alguns anos”

Área ardida em Portugal terá redução drástica
se houver prevenção de incêndios

Milheirinhas: os machos mais coloridos
cuidam melhor da plumagem

Aveiro abre caminho ao tratamento do vírus Ébola

Rastreios gratuitos a cancro de cabeça e pescoço
até sexta-feira em 12 hospitais

Universidades do Porto, Aveiro e Técnica de Lisboa lideram
produção científica das instituições científicas do Ensino Superior

Quimioterapia pode prejudicar doentes terminais

Todos os seropositivos devem receber terapia
independentemente da carga viral

Coimbra confirma eficácia de terapia inovadora
em vários tipos de cancro

Exterior dos jardins de infância não promove
desenvolvimento saudável das crianças

Novo medicamento pode retardar Alzheimer

Torres Vedras campeã do Mundo em robótica

Injecções em árvores vão controlar pragas de insectos

Oftalmologista português distinguido nos EUA

Jovem com VIH em remissão após tratamento precoce

Portugal é o 12º país europeu com mais projectos
submetidos ao Horizon 2020

Perigos dos microplásticos e dos fármacos preocupam ambientalistas

Quando soube que tinha cancro pensei:
cheguei ao fim da vida!

Cérebro dos desportistas responde 82% mais rápido
em situações de forte pressão

Empresas pagam propinas aos melhores candidatos
a engenharia física da Universidade de Aveiro

Rim é o órgão mais transplantado em Portugal

Jovem da Madeira conquista medalha de bronze
nas Olimpíadas da Biologia

Candidatos de mestrado de informática
têm incentivos na FCUL

Futuros médicos da UMinho apoiam
idosos isolados de Vila Real