Receba as notícias:

Jovens que vêem 20 horas de TV por semana
têm sémen de baixa qualidade

Estudo da Universidade de Harvard revela
que qualidade aumenta com a prática de exercício físico

2013-02-15
Praticar 15 ou mais horas de exercío por semana aumenta a qualidade do esperma (créditos: Patrick Gruban)
Praticar 15 ou mais horas de exercío por semana aumenta a qualidade do esperma (créditos: Patrick Gruban)

Segundo vários estudos, a qualidade do sémen tem vindo a decair nas últimas décadas. O comportamento sedentário parece estar ligado a esse facto.

Um novo estudo de investigadores da Universidade de Harvard – publicado no British «Journal of Sports Medicine» – vem agora comparar a qualidade do esperma de jovens com comportamentos distintos: os que assistem a mais de 20 horas de televisão por semana e os que praticam 15 horas ou mais de actividade física por semana. A concentração de espermatozóides revelou-se mais alta no segundo grupo.

Na análise participaram homens com idades compreendidas entre os 18 e os 22 anos. A qualidade do sémen foi avaliada a partir da concentração de espermatozóides, a sua motilidade, morfologia e contagem total.

A concentração e a contagem total estão, revela o estudo, directamente associadas à actividade física. Os jovens que praticavam 15 ou mais horas de exercício tinham 73 por cento mais concentração de espermatozóides do que os que se exercitavam apenas 5 horas.

Passar muitas horas sentado em frente à televisão faz com que os números baixem drasticamente. Os homens que assistiam a mais de 20 horas por semana de TV tinham 44 por cento menos concentração de espermatozóides do que aos não assistiam.

Estas medições, no entanto, explicam os investigadores, não estão associadas significativamente à motilidade dos espermatozóides ou à sua morfologia.

Artigo: Physical activity and television watching in relation to semen quality in young men

MARIA LUISA
2013-02-19
17:56
Quanto mais leio mais sinto vontade de ler.Porque? existe sempre um estudioso fazendo pesquisa.Olha esta realizada,recentemente por que é bom sabermos mais ainda sobre a utilidade em se praticar cada vez mais exercícios diários.Eu participo de um site que se chama não ligue a tv. E agora vejo o quanto ela influência nossos jovens.
Aderson Oliveira de Azevedo
2013-02-20
18:16
A redução de espermatosoide, esta ligada à radiações da TV ou à falta de atividades físicas?

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Tristeza permanece mais tempo do que outras emoções

Refrigeração magnética dá prémio internacional
a jovem cientista português

Fantasias sexuais: você é normal?

Maria Machado, do CIIMAR, com o melhor poster
na Conferência Europeia de Aquacultura

Detectar metástases pela axila e usar estímulos elétricos para recuperação motora

Crianças com melhor coordenação motora
apresentaram melhores resultados em tarefas cognitivas

Vai um queijo da Serra da Estrela com flor de castanheiro?

Nasce o maior instituto de investigação
em astrofísica de Portugal

Universidade de Aveiro «exporta» pastéis de nata

Como «infectar» as células vizinhas normais
tornando-as cancerosas

Mais mulheres menos cancro da próstata?

UMinho desenvolve método
para a libertação direccionada de fármacos

Para acabar (de vez?) com a turbulência nos aviões

Investigadores descobrem como os micróbios
constroem um poderoso antibiótico

Investigadora do CEDOC vence prémio FAZ Innovate Competition

UMinho cria gestor de exames à la carte

How tilapias use urine to attract females

UC participa solução inovadora
de apoio a pacientes em reabilitação cardíaca

Novos métodos para manter a qualidade das batatas

Cunha-Vaz distinguido com Prémio Albert C. Muse

Bactéria da flora intestinal de mosquitos
pode bloquear transmissão de malária e dengue

Subvalorizar o Ébola é crime!

Pepinos do mar já podem ser produzidos em aquacultura

A Ciência na educação pré-escolar

A guerra dos espermatozóides

O Viagra protege o coração para além do quarto

Premiado dispositivo portátil
para recuperar lesões desportivas

Aí está o andarilho inteligente motorizado
com «marca» portuguesa

Ajuda de emergência para «overdoses»

Investigadores portugueses abrem novas possibilidades
no desenho de vacinas contra o cancro