Receba as notícias:

Quatro pesquisadores na lista de mortos do voo 1907 da Gol

A Folha de S. Paulo revela quem eram e o que faziam

2006-10-03
Segundo o jornal brasileiro a Folha de S. Paulo, quatro investigadores pereceram no desastre do voo 1907 da companhia aérea GOL.  «A queda do vôo 1907 vitimou dois pesquisadores do Inpa (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia), um da USP e outro do Instituto Agronômico de Campinas. Joana Darc, 53, era doutora em biologia, com ênfase em ecologia. Nascida em Uberaba (MG), possuía dois filhos. Além de integrar o Inpa, órgão vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia, Darc também era professora da Universidade do Estado do Amazonas e coordenava o Programa Amazonas de Integração da Ciência no Interior», fiz A Folha.

Ainda segundo este diário de S. Paulo «seu colega Alexandre Barbosa dos Santos, 34, era engenheiro florestal, doutor em ecologia pela Universidade de Brasília. Ele trabalhava no Experimento de Grande Escala Biosfera-Atmosfera na Amazônia (LBA), sediado no Inpa. Coordenava um projeto em São Gabriel da Cachoeira e liderava pesquisas sobre micrometeorologia».

Refere ainda A Folha quem são os outros dois investigadores: «O professor da USP Francisco Nart, 48 anos, que viajou para Manaus na quarta-feira passada para avaliar os programas de pós-graduação da Universidade Federal do Amazonas, foi outra perda na área científica(...) Também estava no vôo 1907 a pesquisadora Marilene Bovi, 58, do Instituto Agronômico de Campinas»

Teresa Cristina
2006-10-07
20:44
A Doutora joana D'arc, falecida no vôo 1907 possuía três filhos, e não dois conforme artigo publicado.

Adicionar comentário:

Comentário
Nome:
Email:
Insira as letras na caixa
Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais.

Últimas notícias

Ciência Hoje não vai de férias! Apoie este jornal!

Oceans of Hope chega a Lisboa para mudar percepções
sobre esclerose múltipla em Portugal

Com um euro pode combater a dor crónica

Estudo da UMinho avalia efeito de corticosteroides
no desenvolvimento dos bebés prematuros

Rapazes mais depressivos do que elas

Assim em Marte como na Terra

O primeiro genoma foi descodificado
numa cooperação Luso-Brasileira – Desulfovibrio gigas

Alunos aplicam ciência para detectar
mão criminosa nos incêndios

Scientists discovered a new player in mental diseases

Insucesso Escolar e competências transversais:
uma forma alternativa de observar o problema…

Investigador do IPLeiria distinguido nos EUA
na área da Biomecânica do Desporto

Luísa «lança-se» aos mares
e «deixa» a esclerose em terra

«Importa perceber o grau
de literacia científica do ilustrador

As mulheres ainda preferem o parto natural

Portugal acolhe o maior Congresso Europeu sobre a China

Cegonhas «contra» nova directiva Europeia

Associação Portuguesa de Estudos Franceses
recebe Prémio Hervé Deluen

Reclusos de Castelo Branco vão ver o sol
(não aos quadradinhos)

Fernando Pestana da Costa eleito presidente da SPM

Hortas urbanas têm solos com excesso de metais pesados

Coimbra cria programa pioneiro para a infertilidade

Jovem português «bronzeia-se» na Física

Aditivos alimentares sintéticos e naturais:
quem vai ganhar a «guerra»?

Qual é o número de moléculas dentro de células?

CESPU e Universidade de Barcelona
juntas no ensino da saúde

João Ramalho- Santos lidera CNC

GILEAD SCIENCES apoia projectos científicos
com 200 mil euros

Marta Catarino é vice-presidente da associação europeia
de transferência de conhecimento

Dr. ROAD – o “médico” das estradas - nasce em Coimbra

Um «osso» para a cabeça? Uma porta para o carro?
Uma peça para uma aeronave? É para já!